Aveia que hidrata e protege

Conheça as propriedades calmantes, hidratantes, protectoras e anti-irritantes da aveia.

A aveia coloidal constituiu uma inovação, tornando a sua utilização cosmeticamente agradável e realçando as suas propriedades e acções benéficas para a pele.

A Aveia é reconhecida pelas suas propriedades emolientes e suavizantes e, pelo seu efeito hidratante nas camadas superiores da pele, sendo por isso largamente utilizada em cosmética e em dermatologia. A aveia coloidal é o ingrediente chave em vários cosméticos.

Ela é a responsável pelas extraordinárias propriedades emolientes e calmantes, de alta eficácia e tolerância. Este derivado natural bastante rico contém 60% de hidratos de carbono, 13% de proteínas e 9% de ácidos gordos, na maioria insaturados.

A aveia é assim um super-hidratante, que forma uma fina camada que retém a água fundamental (aquela que é a naturalmente encontrada na superfície da pele), protegendo e acalmando a pele irritada.

Os segredos da aveia
As pessoas costumam acreditar que existe algo mágico na aveia, ela é ancestralmente considerada boa para a pele. No Egipto, em 2000 a.C., os médicos descobriram as propriedades emolientes do pó de aveia. Os especialistas reconheceram a sua eficácia e benefícios para aplicação na pele e, através dos séculos, têm utilizado este cereal em cuidados dermatológicos.

A medicina popular europeia prescreve banhos de aveia para peles secas e sensíveis, regiões onde há a sensação de comichão, ardor ou eritema. Esse uso tradicional da aveia como calmante da pele está cientificamente provado, existindo inúmeros trabalhos científicos que asseguram tal acção.

A FDA (Food and Drug Administration), órgão regulamentador norte-americano, que legisla sobre medicamentos, alimentos e cosméticos, classificou os derivados de aveia: como a aveia coloidal como “protectora da pele”.

A composição da aveia é rica em ingredientes amigos da pele, como os ácidos avénicos A e B, ácido pantoténico, ácido salicílico, vitaminas B1 e B2, beta-glucanos e uma alta percentagem de aminoácidos, que dão suavidade à epiderme irritada.

Aveia na alimentação
A aveia é um cereal muito nutritivo, que possui cálcio, ferro, proteínas, além de vitaminas, hidratos de carbono e fibras. A aveia está em evidência actualmente pelo alto poder benéfico da sua fibra solúvel, que está relacionada com o bom funcionamento intestinal, a diminuição na absorção de colesterol total e LDL-colesterol e manutenção de níveis adequados dos mesmos.

Existem estudos que dizem ainda que o consumo de aveia em diferentes quantidades está associado ao controlo da glicemia (açúcar no sangue), manutenção e diminuição do colesterol sanguíneo, controlo da pressão arterial e regulador do trânsito intestinal, evitando a obstipação (intestino preso).

Saiba mais na próxima página

O tipo de aveia que possui maior quantidade de betaglucanas é o farelo de aveia, seguido dos flocos e farinha de aveia. O consumo recomendado de fibras totais (entre as solúveis e insolúveis) é de 20 a 30g por dia.

Aveia colidal
A aveia coloidal consiste assim no pó de aveia que foi inicialmente sujeito a uma micronização fria sem qualquer alteração da sua composição, mesmo das vitaminas e microelementos que contém.

Assim, a fracção coloidal da aveia torna-se responsável pelas extraordinárias propriedades emolientes e calmantes, pela eficácia e pela tolerância que caracterizam este activo. Estas propriedades adaptam-se especialmente às necessidades da pele, razão pela qual é considerado um ingrediente dermatológico.

Propriedades da aveia coloidal

● Capacidade de limpeza
Ao contrário dos sabonetes e produtos de limpeza sintéticos, a aveia coloidal não remove os lípidos da pele e, como tal, não destrói o filme hidrolipídico.

A sua acção elimina as impurezas por absorção e adsorção, através de um processo natural de limpeza exclusivamente físico.

Capta e atrai as impurezas sólidas, tais como as células mortas, os resíduos ambientais e impurezas líquidas, tais como o suor (água e gordura).

● Acção de hidratação
Graças à sua capacidade de reter as moléculas de água, a aveia forma uma fina camada protectora, que retarda a evaporação e proporciona à pele o nível adequado de hidratação. Mas para que a pele apresente o teor de hidratação desejado, é necessário também reforçar o filme hidrolipídico fornecendo gordura.

A aveia coloidal, rica em lípidos insaturados essenciais e outros microelementos, restabelece o filme hidrolipídico ao entrar em contacto com a pele. O resultado final é uma hidratação eficaz da pele.

● Capacidade tampão
As proteínas da aveia têm um pH que se situa entre 5.2 e 5.6, muito semelhante ao pH fisiológico cutâneo (5.5). Quando o pH da pele se encontra alterado, devido a qualquer patologia ou terapêutica, a aveia tem a capacidade de restabelecer rapidamente o pH a valores normais.

● Capacidade emoliente
O elevado teor em lípidos insaturados e a presença de hidrocolóides na aveia exercem uma acção lubrificante e emoliente quando em contacto com a pele.

Saiba mais na próxima página

● Acção suavizante
Descongestiona e combate a comichão e o prurido. A aveia é ideal para ser utilizada na prevenção de alterações cutâneas ou como coadjuvante de tratamentos dermatológicos. Devido às suas propriedades calmantes, a aveia está recomendada no alívio imediato da irritação e da vermelhidão da pele.

Acção da aveia coloidal
A acção da aveia coloidal depende de dois factores:

● Composição química
Os lípidos, os polissacarídeos e as proteínas exercem uma acção funcional na pele. Os lípidos actuam como emolientes e agentes protectores, exercendo também exercem uma acção de limpeza, absorvendo as impurezas de natureza oleosa; os polissacarídeos proporcionam a hidratação e um filme protector.

Estes colóides combatem a irritação, hidratam e suavizam a pele, ao mesmo tempo que reduzem o potencial de agressão dos tensioactivos, exercem também uma acção de limpeza, eliminando as sujidades de natureza aquosa; as proteínas protegem a pele e são responsáveis pelo efeito tampão, contendo uma fracção rica em aminoácidos lipofílicos que conferem um poder emulsionante.

Adicionalmente, substâncias presentes em pequenas quantidades, tais como os esteróides, vitaminas e outros elementos, fornecem uma acção emoliente, protectora e anti-radicais livres.

● Estrutura física
Os grânulos de aveia apresentam uma estrutura extremamente porosa idêntica à de uma microesponja. Este sistema poroso com uma elevada área de superfície permite que os diferentes componentes, constituintes naturais da aveia, actuem por simples contacto com a pele.

Isto resulta numa interacção máxima com a superfície cutânea, sem atingir as camadas profundas da epiderme. A aveia apresenta uma capacidade extraordinária para trocas, absorção e libertação de substâncias dermoactivas, ao nível dos mais avançados sistemas de libertação contínua.

Estrutura física e actividade
O complexo conjunto dos lípidos, proteínas e polissacarídeos, presente nos microgrânulos da aveia coloidal, contém propriedades essenciais para os dermatologistas, dado que a aveia coloidal funciona como uma microesponja natural.

As microesponjas, graças à sua capacidade de absorção/adsorção, bem como ao seu carácter hidrofílico e lipofílico, eliminam facilmente as impurezas líquidas e sólidas independentemente da sua natureza (ex. suor e sebo). As microesponjas libertam, ainda, os constituintes da aveia.

As substâncias emolientes e hidratantes são absorvidas, lentamente, nas camadas superiores da pele para a reestruturar e proteger. As microesponjas têm um efeito de barreira.

Elas formam uma barreira protectora contra os agentes químicos, absorvendo-os e capturando-os na sua estrutura porosa. Esta acção também neutraliza as substâncias ácidas e alcalinas do ambiente, prevenindo a fermentação bacteriana das impurezas e suor, existentes à superfície da pele.

Fotografia: © LP47 - Fotolia.com
Agradecimentos: Aveeno, Johnson & Johnsons

artigo do parceiro:

Comentários