A sua papada incomoda-a?

Eliminá-la é mais fácil do que parece. Saiba como

Se está farta de usar camisolas de gola alta e o cabelo comprido para disfarçar a papada, quem sabe se este não
é o momento certo
para entrar numa sala cirúrgica e eliminar
a gordura acumulada ou o excess o de pele
no pescoço.

A
papada faz com que muitas pess oas se sintam pouco atraentes e aparentem ser mais velhas, o que pode chegar a transformar-se num
autêntico trauma.


Para eliminá-la
por completo, recorra à cirurgia. Lipoescultura, lipoaspiração e lifting facial do terço inferior. São diferentes possibilidades para um objectivo comum, erradicar a papada.

«A primeira coisa a fazer neste tipo de situações é definir o que se passa com cada tipo de doente e, em função disso, escolher a técnica mais adequada», explica o cirurgião plástico Victor dos Santos Fernandes. «Apesar das diferenças de pessoa para pessoa, o que vemos é alguma quantidade exagerada de tecido (duplo queixo), que dá um ar cansado e envelhecido, e é traumatizante para o doente», reconhece o especialista.


Lifting cervical

Adequa-se a mulheres e homens de meia idade cujo excesso de pele ultrapassa o de gordura e permite corrigir:

- A papada causada pela flacidez e o excesso de pele do pescoço

- As bandas verticais da musculatura superficial do pescoço (músculo platisma)

- A falta de definição (perda do ângulo) do pescoço

Com os anos, produz-se uma ptose (queda) da pele, por vezes associada ao aumento da gordura (papada)
e perde-se o tónus muscular do músculo platisma. Este estende-se desde a borda da mandíbula à clavícula,
e a sua parte central (debaixo do queixo) pode estar unida, a meio ou separada. Se estiver separada, com os anos, é frequente que se formem bandas verticais no pescoço.

«O lifting cervical isolado e clássico exige uma abordagem à frente e atrás da orelha, o descolamento de toda esta zona até à clavícula (nos casos mais complicados), o tratamento das bandas anteriores dos músculos platismas e o encerramento, onde se passa o excesso de tecidos para trás das orelhas», explica Victor Fernandes.

A intervenção dura cerca de três horas e realiza-se com anestesia geral e internamento. Há técnicas mais simples que pressupõem uma anestesia local ou com sedação. No entanto, estas opções «não são recomendáveis, no caso do lifting cervical completo».

As incisões são feitas na prega anterior da orelha e/ou atrás da orelha e seguem horizontalmente dentro do cabelo rumo à nuca. Nos casos em que é necessário cerrar o músculo platisma para eliminar as bandas verticais, pode ser necessário um pequeno corte debaixo do queixo (3 a 4 cm). As cicatrizes ficam perfeitamente escondidas.

O preço por intervenção ronda os 6.000 euros, podendo variar de acordo com o trabalho do cirurgião e da sua equipa, o preço da clínica, dos materiais envolvidos e do anestesiologista.


Veja na página seguinte: Eliminar a papada com recurso a uma lipoaspiração


Lipoaspiração

É indicada para casos em que a paciente é jovem, tem uma boa qualidade de pele no pescoço e o excesso cutâneo não é grande.

- «É feita uma pequena incisão sob o ângulo da mandíbula onde introduzimos uma cânula muito fina e vamos aspirar a gordura onde é necessário», explica Victor dos Santos Fernandes.

- A aspiração é produzida mediante a introdução de uma cânula que está conectada a uma máquina de vazio ou a uma seringa especial, consoante o caso, e realizando numerosos túneis na área previamente marcada.

- Uma vez concluída a intervenção, deverá utilizar-se uma banda compressiva ou uma venda elástica segundo a área tratada.

- Qualquer dor que possa surgir é tratada com analgésicos.

O preço depende do trabalho da equipa e do cirurgião plástico, dos equipamentos a utilizar, do tipo
de anestesia e da clínica onde é realizada a cirurgia, mas ronda os 3.000 euros.


Intervenções menos comuns

Lipoaspiração + Platismoplastia + Lifting

Se o excesso da pele e a acumulação de gordura forem
muito acentuados, pode ser necessário recorrer a uma
cirurgia tripla. A liposucção realiza-se para eliminar a gordura acumulada, o lifting para remover o excesso de pele e a plastimoplastia para que o músculo que sustenta a zona platisma recupere o tónus.

As incisões ficarão ocultas por trás das orelhas e do cabelo. «Temos de definir se há gordura a mais, se o pescoço está descaído e o platisma está afectado», defende Victor dos Santos Fernandes.


Lifting do terço inferior + Mentoplastia

Quando as pessoas têm um queixo pequeno e pouco projectado, «está indicado associar ao lifting um aumento do mesmo para acentuar o ângulo do pescoço». Costuma efectuar-se com anestesia geral e requer um dia de internamento. Em casos muito específicos, com pouca amplitude da zona a tratar, pode efectuar-se em regime ambulatório, com anestesia local mais sedação.


Texto: Cláudia Pinto

Comentários