Casamento de sonho com a carteira leve

Tudo o que precisa para organizar a cerimónia mais económica de sempre (fotos)

Quer uma cerimónia memorável, ainda que com um orçamento pouco flexível? Tome nota das alternativas ao habitual casamento tradicional, e das dicas, passo a passo, que a podem ajudar a planear o grande evento. Apesar do panorama económico pouco risonho, nunca se pagou tanto para casar em Portugal. Em média, os portugueses gastam 26 mil euros para terem o dia mais feliz da sua vida, de acordo com um estudo da organização da feira especializada Exponoivos.

Mas, contra a ideia comum de que não se deve olhar a gastos para celebrar esta data em grande estilo, apresentamos soluções acessíveis aos bolsos da maioria e para vários gostos. A pensar nos casais que têm uma agenda completa, também falámos com duas empresas que oferecem um serviço de casamento chave na mão e não comprometem a sua carteira.

Embora não seja uma obra-prima da sétima arte, «The wedding planner», rebatizado «Resistir-lhe é Impossível» em Portugal, protagonizado por Jennifer Lopez e Matthew Mcconaughey, continua a ser um dos filmes que me faz parar de fazer zapping. E não é pelo ator… Há qualquer coisa de mágico em poder tornar os sonhos de outras pessoas realidade. Em Portugal, até há bem pouco tempo, contratar alguém que concretizasse a nossa visão do grande dia era um verdadeiro luxo.

Mas parece que as coisas estão a inverter-se, pois começam a surgir empresas de eventos que ajudam a organizar casamentos à medida da bolsa dos noivos. «O nosso mote é a realização de sonhos e com os sonhos não se brinca», afirmam Rita e Raquel Pereira da empresa Gosto de Ti, disponível em Gostodetieventos.pt. Apesar de ser muito recente, a Gosto de Ti já atraiu muito interesse por parte de casais que pagam o seu próprio casamento e procuram «mais cor, mais animação, mais gente jovem, por um bom preço».

Não deixando escapar o mais pequeno detalhe, para os colaboradores o principal objetivo é que os eventos «façam a diferença e fiquem na memória». E pela Gosto de Ti já passaram muitos pedidos que fogem à tradição, desde uma floresta encantada ao regresso à infância. Também a Outlux, acessível em Outlux-lowcost.pt, já recebeu alguns pedidos excêntricos, como um casamento medieval e outro onde toda a decoração era inspirada na boneca Hello Kitty. Após oito anos a exercer advocacia, Sandra Gomes fundou a empresa Outlux em 2013 e o projeto tem-se revelado um sucesso.

Além de funcionar «como as tendências da moda», oferece pacotes de casamento originais e personalizáveis por preços reduzidos. «Os casais começam a ver o casamento mais como uma festa, e não querem perder um ano dedicados a todos os pormenores», explica a empresária. É aí que Sandra entra enquanto wedding planner, papel que descreve como uma «conselheira, amiga e madrinha» que liberta os noivos da logística por detrás do sonho.


Casamento DIY

Organizar um evento desta importância implica saber lidar com pressões e passa por tomar decisões delicadas, para não estoirar as suas poupanças no dia do casamento. Contudo, o planeamento também pode ser muito divertido. Aproveite estas sugestões e abrace o seu lado mais criativo, num espírito DIY, as iniciais de do it yourself, a expressão inglesa para faça você mesma!

Animação

Opte pela versão prática e mais barata das cabines de fotografias. Pendure um painel e leve adereços de carnaval. Esta brincadeira oferece momentos de grande diversão e fotografias memoráveis tanto para os noivos, como para os convidados.

Cerimónia

É mais barato casar num dia de semana, como uma sexta-feira ao final do dia, pois os preços do registo civil, locais de culto, espaços para o copo de água e do catering são mais baixos. Quanto mais cedo decidir o dia em que vão oficializar a vossa união, mais fácil será tratar da restante logística.

Convidados, convites e lembranças

Convidem apenas as pessoas que têm maior significado para os dois, reduzindo a lista Para menos de cem convidados. Meta mãos à obra e faça convites personalizados, usando uma ferramenta informática como o Word e um papel fora do vulgar. Para reduzir ainda mais as despesas, entregue os convites em mão. Este processo poderá ficar por menos de 200 € (tinteiros, papel e combustível). As lembranças são um pormenor dispensável, mas pode oferecer um frasco bonito com compota ou algo simbólico.

Alianças

Escolha alianças discretas em ouro de 9 quilates, que custam cerca de 100 €. Bolo dos noivos O bolo simples, mais pequeno, decorado com flores naturais, é uma das tendências nos casamentos de 2014. Um bolo com duas camadas até oito quilos, comprado numa fábrica ou no supermercado, pode ficar por cerca de 80 €. Poupe ainda mais, servindo o bolo de casamento como sobremesa.

Decoração

A solução minimalista é frequentemente a mais elogiada e desejada, pelo que escolha o caminho mais simples usando material que já tem em casa ou que a família e os amigos possam emprestar. É fácil fazer centros de mesa com garrafas e frascos de vidro vazios, onde pode colocar flores da época ou comuns (margaridas e cravos são as mais baratas), velas flutuantes, fruta ou pinhas (que pode pintar com spray metálico para um efeito mais glamoroso).

Identifique os lugares dos convidados com fotografias deles (use e abuse das selfies). Em vez de desperdiçar arroz, porque não receber os recém-casados com velas fogo de artifício? Nos últimos anos, usam-se apontamentos em dourado, e os balões de papel coloridos passam a fazer parte da festa para iluminar os espaços ou simplesmente como ornamentos.

Dicas online

Use as plataformas Google for weddings ou Zankyou, que agregam todos os elementos de logística. Desde a lista de convidados aos fornecedores de catering, poderá encontrar tudo o que precisa facilitando-lhe o planeamento do seu casamento. Dealmaecoracao.com, Greenweddingshoes.com e Marthastewartweddings.com são outros dos sites internacionais a que pode recorrer.

Fotografia

Peça aos convidados para se envolverem mais na captação dos momentos de felicidade, já que atualmente é comum as pessoas terem câmaras fotográficas digitais que produzem imagens com bastante qualidade. Imprimir as fotografias numa loja fica por menos de 270 €.

Copo de água

Este costuma ser um dos maiores encargos financeiros num casamento, porque os noivos não querem que falte nada e o mais comum é que sobrem quantidades desmedidas de comida. Isto pode ser evitado se o planeamento tiver em conta alguns truques. Há uma regra de ouro para planear a festa. A comida, a bebida e o espaço devem custar metade do orçamento total. Por isso, prefira cerimónias acolhedoras e intimistas. Recorra a familiares ou amigos benfeitores que tenham casas com jardins espaçosos.

Caso não disponha de um local destes, reservar um restaurante é sempre mais barato do que uma quinta. Pense estrategicamente e case na primavera ou no verão, porque o tempo ameno permite usufruir do ar livre até altas horas da noite e, assim, podem fazer um casamento piquenique! Prático e económico, o lanche ajantarado é a melhor opção para saciar a fome e sede dos convidados sem esvaziar a carteira. Em vez de prendas, que tal proporem à família e amigos para serem os fornecedores da comida do grande evento?

Há sempre pessoas com talento para a cozinha. De qualquer maneira encomende comida conforme o tipo de convidados (homens comem mais do que as mulheres e os idosos). À noite, basta servir alguns petiscos na receção, uma entrada ligeira (sopa ou salada), um prato principal (dê a escolher aos convidados opção de carne ou peixe antes de encomendar as doses), e o bolo da noiva como sobremesa.

Lembre-se, ainda, que um casamento barato não comporta menus de degustação e, portanto, dê preferência a confeções tradicionais. As bebidas alcoólicas representam uma porção significativa do orçamento, por isso escolha aquelas que conhece e sabe que a maioria dos seus convidados gosta. Compre as bebidas diretamente numa garrafeira, produtor ou distribuidor para conseguir melhores preços.

Lua de mel

Andar de elefante na Tailândia ou passear na strip de Las Vegas são experiências fora do vulgar que podem ter para celebrar a vossa união. Mas, e por que não casar fora de Portugal? A dinâmica dos casais está a mudar e, segundo Sandra Gomes da Outlux, «começam a existir cerimónias só com os noivos». Em alternativa a um casamento com a família e amigos, um casamento íntimo num destino de sonho pode ser bem mais barato e igualmente memorável.

Os casais mais aventureiros podem encontrar na agência de viagens portuguesa I GoTravel, disponível em Igotravel.pt, luas de mel personalizadas e diferentes, graças às parcerias que tem com as empresas Outlux e NJMattos. Esta última oferece aos noivos a oportunidade de serem fotografados na sua lua de mel numa versão especial de trash the dress ou ainda de os fotografar numa fuga romântica para casar fora do país.

Orçamento

Fale abertamente sobre o que pode gastar, optando por ouvir as opiniões dos familiares e amigos apenas depois de terem discutido o orçamento e o tema que querem para o vosso casamento.

Stands ambulantes

O banquete de casamento Já teve os seus dias. Agora está em voga servir petiscos deliciosos ou bebidas populares em negócios ambulantes, como é o caso da Caipijoca's. «Cada vez mais os noivos fazem a festa em espaços que não são destinados a casamentos», explica Josélia Godinho, da Caipijoca’s, que serve caipirinhas e morangoscas num exemplar da famosa carrinha pão de forma da Volkswagen.

Visual da noiva

Além da carga emocional, reutilizar o vestido de noiva da mãe é uma ótima forma de poupar. Outra solução em conta é mandar fazer o vestido dos seus sonhos numa costureira ou numa fábrica como A Bela Noiva, situada no concelho de Ourém, não devendo exceder os 600 €. Se não se quer casar de vestido tradicional, compre um que a apaixone e que possa usar noutras ocasiões especiais. Tenha em atenção que vai passar muito tempo de pé e a dançar, por isso escolha uns sapatos confortáveis que possa reaproveitar.

Quando for ao cabeleireiro evite a palavra casamento, e conseguirá poupar cerca de 40 € em testes. No dia vá ao cabeleireiro, ainda sem mencionar que é noiva, e também poupará uma quantia significativa. Aprenda a maquilhar-se com os múltiplos tutoriais disponíveis online. E, em vez de gastar 100 € num bouquet, dirija-se ao mercado de flores mais próximo, compre as flores de que mais gosta e faça em casa o arranjo. A coroa de flores vai destacar-se no visual das noivas. A tendência, este ano, são as flores naturais e em cores neutras.

O preço da burocracia

Casar pelo registo civil pode custar entre 120 € e 200 €, consoante o casamento seja celebrado dentro ou fora do horário e dias de funcionamento da conservatória. Se casar pela igreja, terá ainda de adicionar os custos correspondentes.

Texto: Filipa Basílio da Silva

artigo do parceiro:

Comentários