Operação alisar

Exibir umas hastes capilares irrepreensíveis é o sonho da maioria das mulheres. Guia de tratamentos profissionais e cuidados em casa para conseguir um cabelo liso e sedoso

Esticar, alisar, desfrisar, alongar... Os verbos são muitos mas têm em comum a vontade de ter um cabelo mais liso, macio e sedoso, disciplinado, livre de ondas, caracois e eletricidade estática. Em suma, o sonho da maioria das mulheres, sobretudo das que já não vivem sem o alisador. Para além dos cuidados em casa, são inúmeras as respostas disponíveis nos salões de cabeleireiro para responder a esta necessidade. «Os diversos tipos de alisamento diferenciam-se sobretudo pelos produtos utilizados», diz Marco Pinheiro, cabeleireiro.

«Existem processos que recorrem a produtos químicos, a aplicação de calor, a fibras naturais à base de frutos ou cereais e a alisantes de hidratação», acrescenta. «Umas técnicas desfrisam com maior intensidade enquanto outras controlam mais o ondulado e o volume do cabelo», permitindo obter «desde um alisamento total a um ondulado controlado», conclui. Porque, quanto maior a oferta, mais difícil a escolha, partimos em busca de algumas das principais respostas disponíveis e das suas características.

O que descobrimos foi que «não existem propriamente técnicas mais indicadas para um determinado tipo de cabelo. A decisão está, sim, no grau maior ou menor de alisamento dos produtos», como diz Marco Pinheiro. Isto não significa, no entanto, que qualquer resposta seja válida. «As pessoas devem estar atentas ao facto de serem ou não utilizados produtos químicos, questionando os técnicos e aconselhando-se com os seus cabeleireiros», alerta o especialista, cabeleireiro no reputado Le Salon des Cheveux, em Lisboa.

Só assim poderão evitar, por exemplo, o risco de uso indevido de produtos com formaldeído, uma substância tóxica, mais conhecida como formol, que «pode provocar queimaduras irreversíveis no cabelo e couro cabeludo, sendo a sua inalação igualmente prejudicial», esclarece ainda. Procurar um profissional de confiança é, por isso, o primeiro passo, ao qual se deve seguir o cuidado de conhecer as características do tratamento que lhe vão aplicar.

Finalmente, para preservar a saúde e beleza da sua cabeleira, tenha em conta que «um bom diagnóstico deverá ser sempre realizado por técnicos experimentados, para que não surjam quaisquer efeitos indesejados». Só assim poderá assegurar-se de que ela reúne as condições necessárias para realizar o tratamento em questão.

As principais técnicas de alisamento disponíveis:

Alisamento ou desfrisagem com fibras naturais à base de frutos

Alisamento brasileiro

Alisamento termal permanente

Recondicionamento térmico japonês

artigo do parceiro:

Comentários