Hidratar e revigorar os cabelos desvitalizados

Tratamentos de choque para recuperar dos prejuízos causados pelas ameaças mais comuns

O calor, o sol e os banhos de mar têm um efeito desidratante no cabelo, alteram a cor e roubam- lhe o brilho. Impõe-se uma visita ao cabeleireiro para reparar os estragos. Os tratamentos certos, um novo corte e uma nova coloração devolvem-lhe a beleza perdida. «Quem trata bem do cabelo durante todo o ano, não tem razões para ter medo do verão. É normal que o cabelo venha um pouco desidratado, que a cor venha alterada e que as pontas estejam secas», refere Pedro Valderde, cabeleireiro.

«É sempre preciso cortar um pouco e corrigir a coloração. Mas num cabelo saudável, devidamente protegido e hidratado ao fim de cada dia de praia, corrige-se num instante» diz ainda o especialista. Deve iniciar o tratamento de imediato e, se prefere uma solução profissional, considere o tratamento reparador EKS Keretina, indicado para cabelos enfraquecidos e danificados, à base de queratina, que é uma proteína e o principal componente da fibra capilar.

Aplica-se no cabelo seco, que absorve apenas a quantidade necessária, e passado o tempo de pose lava-se com um champô à base de óleo. Segue-se uma máscara hidratante e depois seca-se normalmente. Com uma sessão obtém-se um resultado ótimo de revitalização, suavidade, força e brilho. Recomenda-se repetir mensalmente, para manutenção e tem um custo de 35 €. Pode fazê-lo no Cabeleireiro Pandora Hairdressers, em Lisboa.

Ao nível da cosmética, pode optar por aplicar um óleo de Beleza Nutrição Intensa Karité, de René Furterer ou Gama Elixir Ultime de Kérastase. Para dar corpo e hidratação a uma cabeleira seca e sem vida, pode recorrer a uma solução caseira e económica, aplicando uma máscara feita de bananas esmagadas sobre os cabelos húmidos, enrole-os numa toalha quente e deixe atuar durante cinco minutos. Enxague bem e lave-os como habitualmente.

Texto: Vera Saldanha com Carla Domingues (formadora da Thalgo), Madalena Gusmão (farmacêutica formadora da Caudalie), Filipa Diamantino (dermatologista) e Pedro Valverde (cabeleireiro)

artigo do parceiro:

Comentários