Boné com laser aumenta a vitalidade capilar

Novo tratamento de uso doméstico já está disponível em Portugal

Um boné equipado com tecnologia laser que fortalece o cabelo é uma das mais recentes novidades em termos de tratamentos capilares a chegar a Portugal.

Após seis a oito semanas de utilização diária, o novo aparelho de fototerapia, muito prático e fácil de utilizar, melhora a aparência e a saúde das hastes capilares, conferindo-lhe maior espessura e vitalidade.

Já utilizado em vários países e certificado pela entidade reguladora norte-americana para as questões da saúde, a Food and Drug Administration (FDA), o dispositivo, semelhante a um prático boné, contém na sua face interior 120 micro-fontes de luz com propriedades físicas especiais. «É indicado para melhorar a aparência e a saúde dos cabelos e, quando usado adequadamente, reduz a sua queda, recuperando mesmo parte dos fios perdidos», informa a Clínica Biscaia Fraga, em Lisboa, a primeira a disponibilizar o aparelho em Portugal.

«Este aparelho de fototerapia utiliza um princípio designado por terapia com laser de baixa potência (Low Level Laser Therapy), que aumenta a produção de energia das células, melhora a circulação e facilita a chegada de nutrientes aos folículos capilares. Este conjunto de efeitos, em conjunto, melhora o trabalho das células, o que resulta no aumento da vitalidade do cabelo», refere ainda o documento divulgado no início de abril de 2014.

O tratamento, que pode ser realizado por homens e mulheres, deve ser feito diariamente, durante cerca de 15 minutos, sendo apenas necessária uma tomada elétrica. «Após seis a oito semanas, a queda de cabelo é travada de uma forma acentuada e os cabelos existentes ganham uma nova vida. Ficam mais encorpados, mais espessos, com mais brilho, mais fáceis de pentear e os grisalhos mais escuros», garante a clínica.

«A recuperação de cabelos perdidos inicia-se, em média, aos quatro meses de tratamento. Para resultados mais eficazes, este aparelho pode funcionar como complemento aos tratamentos de laser e mesoterapia realizados na clínica ou após um transplante capilar, técnica através da qual as unidades foliculares são extraídas uma a uma da zona doadora e colocadas, também uma a uma, na zona calva», explica ainda o comunicado.

Os estudos mais recentes sobre a queda de cabelo indicam que cerca de 80% dos homens sofre de calvície até aos 70 anos. No caso das mulheres, cerca de 50% apresenta perda excessiva de fios após os 50 anos. «A fototerapia ou laser capilar é a resposta da ciência a este drama da sociedade atual», refere o cirurgião plástico Biscaia Fraga, proprietário da clínica com o mesmo nome.

artigo do parceiro:

Comentários