Rodrigo: o Starboy

Rodrigo quase nasceu no espaço Saúda do NOS Alive.

Rodrigo, o starboy
créditos: Alexandre Vaz

Rodrigo chora intensamente. Esperneia. Mãos, pés, é um vale tudo. A face avermelhada não deixa dúvidas: está zangado. Muito zangado. «Ele não gosta nada de mudar a fralda», solta Ana enquanto o pai, Diogo, se apressa na muda. A fúria de Rodrigo continua. «Ana, não queres cantar para ele?».

Rodrigo tem cinco dias de vida mas, a par dos pais, é um rapaz apaixonado por música e de gostos bem refinados. A icónica balada norte-americana Unchained Melody, escrita em 1955, é já a sua música preferida. O sossego volta ao quarto assim que Rodrigo ouve a música, desta vez na voz da cantora sueca de indie Lykke Li. «Ele acalma-se sempre...», comentam os pais.

O parto estava previsto ser a 22 de Julho, mas Rodrigo Onofre Sanches de Castro Jesus quis desafiar os pais. Quinta-feira, dia 6, Ana Sanches, 31 anos, natural de Lisboa, e Diogo Onofre, de 30 anos, natural de Torres Vedras, ambos fãs de festivais de verão, assistiam, «confortavelmente sentados» no espaço Saúda, à actuação da banda britânica The XX, no Festival NOS Alive, em Lisboa, quando Rodrigo deu de si. «O meu instinto foi dar um pulo. Senti um pouco mais de água do que era normal…», conta, a rir-se, Ana. «As águas rebentaram quando estava a dar a música I Dare You, que significa “Desafio-te”. No fundo, ele acabou por desafiar-nos nesse momento», conta entusiasmado Diogo. Desafio aceite.

Ana e Diogo, casados há quase um ano e colegas de trabalho na EDP, deixaram o recinto do festival. «Só pensava para mim: “Oh meu Deus! Isto está mesmo a acontecer”. Embrulhei à minha volta a manta Saúda, que nos tinham dado no vosso espaço e saímos», conta Ana. Diogo ressalva: «não fomos para o meio da multidão ver o concerto, aí sim havia riscos». Após uma conversa telefónica com a obstetra, fazem uma paragem em casa, em Belém. «Tínhamos de vir buscar a mala da maternidade e confirmar a questão do líquido, se estava transparente», diz Ana, que ainda tomou um duche «para relaxar».

Comentários