Complexos de Édipo e de Electra

Até que ponto podem influenciar uma relação?

Não existem dúvidas quanto ao facto de muitas das vivências infantis poderem ter posteriormente reflexos na idade adulta.

A
teoria psicanalítica valoriza a importância dos acontecimentos que
ocorrem na infância para o desenvolvimento posterior da personalidade,
mas outras teorias sugerem um potencial muito maior para a mudança em
qualquer etapa da vida.

Assim, o complexo de Édipo (nos rapazes),
explica Fernando Lima Magalhães, psicólogo clínico, «é um desejo de
envolvimento sexual com o pai do sexo oposto e uma rivalidade com o
progenitor do mesmo sexo».

A resolução adequada deste complexo implica a identificação da criança com o genitor do mesmo sexo e caracteriza a diferenciação do sujeito perante os pais (chama-se complexo de Electra, no caso das raparigas). «Mas esta teoria é discutível e a investigação mostra a sua inadequação em vários aspetos», acrescenta.

Se denota este tipo de comportamento no seu filho, atue
de modo a desvalorizá-lo, nunca estimulando qualquer tipo de rivalidade
com o progenitor do mesmo sexo. Se sentir que a criança, com o passar
do tempo, tende a não ultrapassar a situação, procure ajuda
especializada.

artigo do parceiro:

Comentários