Universitários criam aplicação móvel para apoio a autistas e especialistas

"Enforcing Kids" apoia as terapias de crianças autistas, ajudando os terapeutas no tratamento

Dois estudantes universitários criaram uma aplicação móvel de apoio à terapia de crianças autistas e enquanto esta não está disponível lançaram uma plataforma de partilha de informação dedicada ao autismo que chegou já a 33 países.

 

Em declarações à agência Lusa, um dos responsáveis pelo projeto ‘Enforcing Kids’ explicou que este surge no âmbito de uma cadeira da disciplina de computação móvel, no decorrer de um mestrado.

 

Jorge Santos e Cátia Raminhos estão em mestrados diferentes, ele pelo Instituto de Educação, ela pela Faculdade de Ciências, ambos da Universidade de Lisboa.

 

Têm disciplinas comuns em algumas cadeiras e foi de um trabalho de computação móvel que saiu um projeto para criar uma aplicação móvel que apoie as terapias de crianças autistas, ajudando os terapeutas no tratamento que fazem e no acompanhamento que dão.

 

“A aplicação está neste momento em fase de testes para pré-distribuição e enquanto essa aplicação está a ser testada para ter uma versão final estável e distribuível estamos a avançar com uma plataforma de informação para esta comunidade, a comunidade do autismo”, adiantou Jorge Santos.

 

Segundo o responsável, a plataforma de informação tem vários níveis de utilização, havendo um que está disponível ao público em geral através das redes sociais ‘facebook’ e ‘twitter’.

 

“Para um público mais especializado, com acesso reservado, temos um blogue que inclui estudos académicos e temos o grupo no ‘facebook’ para a partilha de experiências, quer por familiares, quer por terapeutas ou professores”, adiantou.

 

Ainda em relação à aplicação móvel, Jorge Santos revelou que ela irá servir para apoiar o trabalho do terapeuta ou do adulto que acompanhe a criança.

Comentários