Ter aulas cedo é prejudicial para a saúde mental dos adolescentes

Um estudo da Universidade de Rochester, nos EUA, publicado no jornal Sleep Health, assegura que entrar na escola às 08h30 não favorece o desenvolvimento cognitivo dos jovens nesta fase.

Os adolescentes que iniciam as aulas antes das 08h30 correm maiores riscos de poder vir a sofrer de depressão e de crises de ansiedade. A garantia é dada pelos autores de um novo estudo internacional da Universidade de Rochester, nos EUA, publicado na última edição do jornal Sleep Health. Uma investigação que defende que ter de acordar cedo para ir para a escola não favorece o desenvolvimento cognitivo dos jovens nesta fase.

Jack Peltz, professor de psiquiatria da escola de medicina daquele estabelecimento de ensino universitário, coordenador do trabalho, afirma ter conseguido reunir dados que comprovam esta tese. Depois de inquirir 197 alunos com idades entre os 14 e os 17 anos, dividiu-os em dois grupos. Um passou a iniciar as aulas às 08h30 e o outro começou a frequentar um horário que arrancava mais próximo das 10h00.

Durante uma semana, os voluntários tiveram de registar os seus hábitos e as suas horas de sono, a qualidade do seu descanso durante a noite e os sintomas de ansiedade e/ou depressão que sentiam ao adormecer e ao acordar. Ao analisar a informação recolhida, o especialista não teve dúvidas. Os que arrancam mais cedo, além de apresentar piores resultados escolares, tendem a ter uma saúde mental mais frágil.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários