Sueca trancou três filhas num apartamento durante 10 anos

Uma mulher de 59 anos está agora em prisão preventiva na Suécia, depois de uma das filhas, agora adulta, conseguir escapar e pedir ajuda a um vizinho.
créditos: AFP PHOTO / TT NEWS AGENCY / JOHAN NILSSON

O vizinho chamou as autoridades de imediato. A polícia sueca deteve, esta quinta-feira, preventivamente, uma mulher de 59 anos suspeita de manter em cativeiro as três filhas durante 10 anos.

A mulher e as filhas, atualmente todas com mais de 18 anos, foram já interrogadas por investigadores numa esquadra da polícia na cidade de Kristianstad, no sul do país. A mulher nega os factos.

O Ministério Público decide esta sexta-feira se mantém a prisão preventiva como medida de coação.

As autoridades suecas suspeitam que a mulher "restringiu a liberdade das filhas durante vários anos", referiu a porta-voz da polícia, Ewa-Gun Westford, em declarações à agência France Presse.

De acordo com o tabloide sueco "Expressen", as três crianças, atualmente jovens adultas, viveram trancadas num apartamento durante mais de uma década.  O mesmo jornal escreve que a mulher terá mudado a localização das crianças por diversas vezes, de forma a manter as filhas longe do pai.

O apartamento foi alvo de buscas e selado pela polícia.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários