Solidariedade nas redes sociais

Circula na rede social Facebook uma onda de solidariedade para ajudar duas irmãs com paralisia cerebral que perderam as cadeiras de rodas num incêndio automóvel.

No dia 7 de julho, as vidas das irmãs Inês e Rita mudaram. As irmãs (duas de trigémeas), de 17 anos, têm paralisia cerebral e as cadeiras de rodas adaptadas eram as suas pernas.

 

As duas irmãs terminaram este ano o 12º ano e estão a candidatar-se à faculdade. Deslocavam-se diariamente nas cadeiras de rodas elétricas que a família adquiriu, com apoio da Segurança Social, há dois anos, o que lhes garantia a autonomia total dentro do espaço escolar.

 

O automóvel em que seguiam, também adaptado para caberem as duas cadeiras de rodas, incendiou-se e ficou totalmente destruído. As duas cadeiras de rodas, que se encontravam no interior, também ficaram totalmente queimadas, sem qualquer hipótese de recuperação.

 

«Vínhamos na carrinha, a entrar no IC19, quando senti um cheiro a fumo. Abri a janela e percebi que não era de fora, mas o computador de bordo nada avisou. Quando voltei a ligar o ar condicionado, percebi que a parte de baixo já estava em chamas. Parei e tentei abrir a porta da mala, para tirar as meninas pela rampa adaptada. Mas já não consegui, porque o curto-circuito havia bloqueado todo o sistema elétrico», declarou à Lusa Helena Oliveira, mãe de Inês e Rita.

 

Com a ajuda de duas outras filhas e do genro, Helena Oliveira conseguiu retirar Inês e Rita do automóvel em chamas. Ainda tentaram salvar as cadeiras, mas as chamas não lhes permitiram entrar no habitáculo.

 

«Aquelas cadeiras eram para toda a vida. Por um lado, são antiescaras, por outro são as únicas que cabem no elevador», explicou a mãe. Numa altura em que as jovens estão à beira de ingressar na faculdade, a necessidade de novas cadeiras torna-se urgente, mas a família diz que não dispõe dos 50 mil euros necessários para as adquirir.

 

Helena Oliveira deixou de trabalhar há anos, de forma a poder acompanhar estas duas das suas cinco filhas. O esforço e o carinho de toda a família explicam também o sucesso escolar das gémeas. Agora, só pedem ajuda para poderem adquirir novas cadeiras, mas «não para a carrinha», garantiu a mãe.

 

As cadeiras de rodas não tinham seguro já que nenhuma companhia de seguros comercializa coberturas para este tipo de equipamentos.

 

Como ajudar

Foi criada uma página no facebook onde estão os contactos para quem quiser ajudar a família.

Os donativos podem ser enviados para:

NIB - 0010 0000 43633830001 15

ou do estrangeiro através do

IBAN -  PT50 0010 0000 4363 3830 0011 5

artigo do parceiro:

Comentários