Produtores agrícolas doam excedentes alimentares a famílias carenciadas

O município de Alfândega da Fé, no distrito de Bragança, está a incentivar os pequenos produtores agrícolas do concelho a doarem os excedentes para distribuir a família carenciadas, numa iniciativa que visa combater o desperdício alimentar.

A iniciativa contempla para já três famílias que recebem produtos doados por agricultores da freguesia de Vilar Chão, como contou hoje à Lusa a presidente da Câmara de Alfândega da Fé, Berta Nunes.

O projeto está ainda numa fase inicial e envolve vários parceiros, desde os presidentes das freguesias, que falam com os produtores e recolhem os alimentos, à equipa da Liga dos Amigos do Centro de Saúde, responsável por ir biscar as doações e distribuí-las por famílias carenciadas já identificadas.

A iniciativa está a ser divulgada no âmbito da Semana Europeu de Prevenção de Resíduos, que está a decorrer, e dá atenção ao problema do desperdício alimentar, numa altura em que se estima que, a nível mundial, quase um terço dos alimentos sejam desperdiçados ao mesmo tempo que existem pessoas a passar fome nos países desenvolvidos.

Os pequenos produtores acabam sempre por produzir em excesso, seja por falta de oportunidade de comercialização ou por impossibilidade de conservar produtos perecíveis.

“O que nós estamos a fazer é junto dos presidentes das juntas de freguesia tentar encontrar uma bolsa de produtores que deem produtos que tenham em excesso, que não consigam comercializar e que possam dessa maneira ajudar famílias carenciadas”, explicou a autarca.

Os alimentos dependem da época do ano e vão desde a batata ao nabo, nabiças, maça, couves, grelos, aquilo que as pessoas vão tendo sazonalmente.

Comentários