Menos beneficiados em novembro. 1,1 milhões de crianças e jovens receberam abono de família

Perto de 1,1 milhões de crianças e jovens receberam o abono de família em novembro, segundo dados da Segurança Social, que indicam uma descida ligeira no número de beneficiários face a outubro.
créditos: AFP

Segundo as estatísticas do Instituto da Segurança Social (ISS), esta prestação social foi atribuída 1.098.313 crianças e jovens, menos 667 do que em outubro.

No entanto, “o número de processamentos de setembro e outubro foram revistos em alta, tendo aumentado em cada mês 0,9%”, refere o Gabinete de Estratégia e Planeamento na Síntese de Informação Estatística da Segurança Social, que acompanha os dados estatísticos.

“Este aumento reflete as reentradas, após entrega da prova escolar”, explica o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP).

Comparativamente com o mês de outubro de 2015, houve menos 39.759 crianças e jovens a receber esta prestação (-3,5%).

O Porto é a região do país com o maior número de abonos de família atribuídos (213.829), seguindo-se Lisboa (221.145), Braga (97.787) e Setúbal (86.970).

Os dados, publicados no site da Segurança Social, apontam ainda um aumento das prestações por parentalidade, atribuídas a 43.311 pessoas em novembro, o que representa um aumento de 19,9%, face a outubro, e de 14,3%, relativamente ao período homólogo de 2015.

“Este efeito justifica-se, em grande medida, pelo processamento extraordinário que ocorreu no final de novembro, com o objetivo de reduzir o tempo de pagamento, antecipando a entrada de processamentos para esse mês”, explica o GEP

Como habitualmente, as mulheres representam a maioria dos beneficiários: 28.705 mães contra 14.606 pais.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários