Pão é o principal alimento do pequeno-almoço para 80% das crianças portuguesas

Dados revelados pela Fundação Portuguesa de Cardiologia

Quase 80% das crianças portugueses consome pão como alimento principal ao pequeno-almoço, um dado positivo para a Fundação Portuguesa de Cardiologia, que vê no pão a opção certa para a primeira refeição do dia.
Segundo um estudo hoje divulgado, numa parceria entre a Fundação e o Museu do Pão, 76,6% dos inquiridos referiu que os seus filhos consomem sobretudo pão ao pequeno-almoço.
“Fico satisfeita com estes resultados. É o alimento que num pequeno-almoço ou numa refeição intercalar devia surgir. Devia ser a primeira opção no pequeno-almoço dos portugueses”, afirmou à agência Lusa Elsa Feliciano, nutricionista da Fundação Portuguesa de Cardiologia.
Aliás, a especialista considera que este dado é “um semear para um bom futuro em termos de alimentação equilibrada”.
Num total de 400 entrevistas feitas entre finais de abril e início de maio, o estudo concluiu ainda que quase sete em cada 10 portugueses optam por consumir pão de mistura, que do ponto de vista nutricional é o mais equilibrado.
“Outra questão importante é que a maioria das pessoas refere que a preocupação principal no momento da compra é com o tipo de pão e não outros fatores, como o preço”, acrescentou Elsa Feliciano.
Para a nutricionista, o pão enfrenta muitos mitos e ideias pré-concebidas, sendo muitas vezes o primeiro a ser eliminado da alimentação.
“Do ponto de vista nutricional, a maior parte do pão é um alimento muito equilibrado e, em termos de calorias, o que engorda é o que se pode colocar no pão. Além disso, do ponto de vista da saciedade é melhor do que outros alimentos”, refere.
Um pão, em média com 50 gramas, terá umas 160/180 quilocalorias, equivalente a cinco colheres de cereais de pequeno-almoço ou mesmo a quatro bolachas de água e sal.
Lusa 31 e Maio de 2011

Comentários