Pais sentem cada vez mais pressão para serem perfeitos

De acordo com um estudo recente, os pais americanos sentem cada vez mais pressão para serem perfeitos. E a pressão está a chegar de todo o lado, família, amigos e redes sociais.
créditos: pixabay

De acordo com um estudo promovido pela Farm Rich (uma das maiores empresas de alimentos congelados nos Estados Unidos) e conduzido pela OnePoll, os pais sentem, em média, 23 vezes por semana sentimentos de culpa quanto às decisões e comportamentos que adotam em relação aos filhos.

Desde fazer refeições saudáveis para a família ao planeamento das atividades das crianças, 73% dos 2.000 pais entrevistados dizem sentirem-se pressionados para serem perfeitos. E a pressão vem da família, dos amigos e até das redes sociais.

Vinte e cinco por cento também confessou que tomam decisões regularmente sem ponderar primeiro. E a seguir, vêm os sentimentos de culpa por causa disso.

No top 10 dos sentimentos de culpa mais sentidos pelos pais estão: perder a paciência, não brincar o suficiente com os filhos, não estar em casa o tempo suficiente, deixar as crianças demasiado tempo em frente aos ecrãs, não levar os filhos mais vezes de férias ou a passear, não ter tempo para preparar refeições em família ou trabalhar demasiado.

63% dos pais que participaram no estudo dizem que o simples facto de conseguirem preparar uma refeição caseira para a família já os faz sentirem-se uns "super heróis".

O regresso às aulas é uma oportunidade para os pais estabelecerem novos objetivos familiares

Metade dos pais entrevistados disseram que o objetivo para este ano é fazer refeições em família 3 vezes por semana. Seis em cada dez diz ainda que vão tentar servir uma refeição caseira todas as noites.

A competição pela "família feliz" nas redes sociais

As redes sociais vieram trazer mais pressão e sentimentos de culpa. Um em cada 5 admitiu que compete com outros pais nas redes sociais, ao colocar posts e fotos da "família feliz". Nomeadamente, os pais que usam Facebook são os que revelaram mais sentimentos de culpa nesta matéria.

62% admitiram ainda que se tivessem motivos de orgulho em relação à parentalidade, provavelmente também colocavam nas redes socias.

Neste estudo, também foram reveladas as qualidades que as pessoas acham que fazem um bom pai ou mãe:
1. Estar presente
2. Saber ouvir e dar bons conselhos
3. Ter disponibilidade para ajudar nos trabalhos de casa diariamente
4. Assistir, sempre que possível, às atividades extra curriculares dos filhos ou conquistas académicas
5. Passar férias com os filhos

Como curiosidade, as celebridades que os pais americanos mais admiram enquanto pais, e divulgadas pelo estudo, são: Barack e Michelle Obama, Blake Lively e Ryan Reynolds (atores), Príncipe William e Kate Middleton, Dax Shepard e Kristen Bell (atores) e Beyoncé e Jay-Z.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários