Pais desconhecem como controlar a asma nas crianças

Dia Mundial da Asma comemora-se a 7 de maio

Entre as várias doenças alérgicas crónicas, a asma é a que causa mais preocupação. Em Portugal, a asma afeta uma em cada doze crianças e, na maioria dos casos, manifesta-se antes dos cinco anos de idade.

 

«A asma surge frequentemente na infância, embora possa manifestar-se em qualquer idade. A doença caracteriza-se pela dificuldade de circulação do ar, especialmente para fora dos pulmões, podendo dar origem a um ou vários sintomas: falta de ar, pieira, tosse, aperto no peito e cansaço fácil», explica Pedro Flores, pediatra, no âmbito do Dia Mundial da Asma, que se comemora amanhã, dia 7 de maio.

 

Por falta de informação, a maioria das crianças habita espaços e ambientes impróprios e nocivos. «A exposição ao fumo do tabaco é extremamente prejudicial. Os pais devem ser um exemplo a seguir e, no caso de serem fumadores, devem evitar fumar junto das crianças», avisa o pediatra.

 

E acrescenta, «os pais devem, dentro do possível, evitar os fatores desencadeadores das crises de asma. Estes podem ocorrer no ambiente doméstico (como os ácaros, o pó da casa, animais de estimação) ou, pelo contrário, ao ar livre (pólenes de plantas). As crises podem ser igualmente desencadeadas por infeções respiratórias. É importante conhecer as particularidades de cada doente de forma a evitar estes fatores. Com os tratamentos atuais, é possível conseguir que as crianças tenham uma vida sem limitações».

 

Pedro Flores deixa o alerta: «Valorize as queixas das crianças. Quanto mais cedo atuar melhor será o resultado. Não tenha medo dos cuidados médicos e dos tratamentos prolongados bem orientados e não espere que a asma passe com a idade».

 

 

Maria João Pratt

artigo do parceiro:

Comentários