Oficinas para os mais novos na Feira do Livro

O certame será o penúltimo nos actuais moldes, já que em 2013 será implantado um novo projeto.

A 81.ª edição Feira do Livro de Lisboa abre hoje no Parque Eduardo VII, numa cerimónia a que assistirão a ministra da Cultura e o presidente da Câmara de Lisboa.
Até 15 de maio vão estar no certame 140 participantes que representam 450 editoras e chancelas, distribuídos por 240 pavilhões, acrescentando-se aos pavilhões indiferenciados do Grupo LeYa, os do Grupo Babel.
A feira mantém o figurino da edição anterior quer em termos de planta – quatro praças identificadas por cores, cada uma com um palco, um auditório, pavilhão de informação e o da câmara – bem como de animação e iniciativas.
O editor Francisco Espadinha, fundador da Editorial Presença há 50 anos, será homenageado no dia 11 de maio, haverá animação musical contando a APEL com a colaboração do Conservatório Nacional e da Orquestra Gerações, lançamentos de livros, conversas com autores e oficinas para os jovens.
Em cada um dos três domingos da feira haverá um debate sobre os melhores livros do ano divididos por Ficção, Não Ficção e Infanto-Juvenil.
O dia 5 de Maio será dedicado à Língua Portuguesa com um programa a anunciar da responsabilidade do Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).
No total prevê-se a realização de 300 iniciativas durante a feira, fazendo uma média de 16 acções por dia.
28 de Abril de 2011

Comentários