Novo livro de Lídia Jorge apresentado no festival literário Escritaria, em Penafiel

Intitulado "O Organista", o livro é um conto sobre a criação do mundo

O novo livro da escritora Lídia Jorge vai ser apresentado, no dia 04 de outubro, em Penafiel, no Festival Literário Escritaria, evento que este ano homenageia aquela autora, disse hoje à Lusa fonte da organização.

 

Intitulado "O Organista", o livro é um conto "sobre a criação do mundo, uma fábula sobre a relação entre Deus, o Homem e o Universo", acrescenta a fonte.

 

O trabalho vai ser apresentado pelo padre Anselmo Borges, às 21:30, daquele dia, no Museu Municipal de Penafiel.

 

A edição de 2014 do Escritaria vai decorrer de 01 a 05 de outubro, com grande parte do programa dedicado à vida e obra de Lídia Jorge.

 

A organização promete cinco dias em que a cidade de Penafiel vai ser "contaminada com arte de rua e arte pública, sem esquecer o teatro, o cinema, as conferências ou as exposições".

 

Como ocorreu em edições anteriores, nas quais foram homenageados outros escritores vivos, "as pessoas que estiverem em Penafiel naqueles dias serão levadas a descobrir, num qualquer local improvável, numa esquina, rua ou viela, algo que as remete para o universo da escritora".

 

A lista de personalidades ligadas à autora que vão estar presentes no evento inclui Eunice Munoz, José Fanha, Anselmo Borges, Pilar Del Río, Mónica Baldaque, Mário de Carvalho (homenageado em 2013), António Carlos Cortez, entre outras.

 

Nesta edição, evidenciou ainda a fonte, estreia-se "um novo modelo de conversa, informal e descomprometido, que permitirá conhecer um pouco mais sobre a autora homenageada".

 

A ação vai designar-se "Os Sinais Memoráveis", anunciando-se uma conversa entre Lídia Jorge e o jornalista Fernando Alves".

 

Nas edições anteriores daquele Festival Literário, foram homenageados Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes e Mário de Carvalho.

 

Por Lusa

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários