Nasceram até agosto menos 957 bebés do que no ano passado

Há vários anos que morrem mais pessoas do que nascem em Portugal

Entre janeiro e agosto do corrente ano, nasceram menos 957 bebés do que no mesmo período de 2013, de acordo co dados recolhidos pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, divulgados pelo jornal Público.

 

O número é divulgado dois dias depois de ser noticiado que o Governo vai apresentar, em setembro, a sua estratégia em matéria de natalidade.

 

Entre os meses de janeiro e agosto, Portugal registou menos 957 nascimentos, com base nos diagnósticos precoces (‘testes do pezinho’) realizados.

 

Em termos globais, no período em análise relativo ao ano de 2014 nasceram 53.641 crianças, enquanto no ano transato as mulheres tinham dado à luz 54.598 bebés.

 

A manter-se, a tendência fará com que o país bata um recorde negativo, ficando aquém dos 82.787 bebés nascidos em 2013 e, mais ainda, dos 89.841 nascidos em 2012, o primeiro ano em que não se chegou aos 90 mil nados-vivos.

 

A preocupação em torno da natalidade não é recente. Há vários anos que morrem mais pessoas do que nascem em Portugal.

 

Por SAPO Crescer

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários