Metade dos bebés alimentados só com leite da mãe até aos três meses

Os dados apresentados no documento da Direção-Geral da Saúde dizem respeito a mais de 5.000 registos feitos durante o ano de 2012 por 95 centros de saúde.

Metade dos bebés portugueses terão sido alimentados apenas com leite da mãe até aos três meses, mas aos cinco meses eram já menos de um quarto os que tinham aleitamento materno exclusivo, segundo um relatório hoje divulgado.

 

Os dados apresentados no documento da Direção-Geral da Saúde dizem respeito a mais de 5.000 registos feitos durante o ano de 2012 por 95 centros de saúde.

 

Assim, no ano passado, 65,1% dos bebés analisados receberam aleitamento materno exclusivo até à quinta ou sexta semana de vida, descendo para 54,5% aos dois meses de vida e para 50,2% aos três meses.

 

Em comparação com o Registo do Aleitamento Materno de 2011, notou-se em 2012 um aumento da percentagem de bebés a receber leite da mãe em exclusivo. Contudo, a duração mediana do aleitamento materno foi superior a seis meses quer em 2011 quer em 2012.

 

No ano passado, 35% dos bebés acompanhados pelo registo só eram alimentados com leite materno aos quatro meses e 22,4% eram-no aos cinco meses.

 

Entre os dois e os três meses, o aleitamento materno exclusivo representava 54,5% dos bebés, enquanto o aleitamento só com base em leites de fórmula era feito por 22,3%. Em quase 20% dos casos o aleitamento era misto.

 

Ao nível dos hospitais, participaram no Registo do Aleitamento Materno 25 unidades públicas e uma privada, contribuindo com cerca de 4.000 registos.

 

Dos mais de 3.000 registos dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), até à data da alta, 74,5% dos bebés recebiam como alimento o leite da mãe em exclusivo, contra apenas 1,3% que só recebiam leite artificial.

 

Os restantes casos recebiam aleitamento materno e artificial cumulativamente.

 

Lusa

Comentários