Maioria aprova valorização da mobilidade jovem e “chumba” apoios a crianças deficientes

A maioria PSD/CDS-PP aprovou hoje no parlamento um projeto de resolução social-democrata pela promoção da autonomia e inclusão social dos jovens, mas rejeitou propostas da oposição sobre subsídios de educação especial para crianças e jovens deficientes.
créditos: PAULO NOVAIS / LUSA

A proposta do PSD obteve a abstenção de toda a oposição em três pontos, nomeadamente aquele relativo à "promoção da mobilidade jovem, seja para efeitos de intercâmbio, estudo ou trabalho, reconhecendo o papel do programa Erasmus+", mas teve votos contra de comunistas e "Os Verdes" no referente a "animador de juventude, em harmonia com a condição do ‘youth worker', incluindo tal profissão no Catálogo Nacional das Profissões".

Já os textos de PCP e BE relacionados com subsídios de educação especial em defesa de crianças e jovens deficientes foram "chumbados" por PSD e CDS-PP, apesar dos votos favoráveis de toda a restante oposição.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários