Loja de reformados considerada a mais inovadora

O conceito é direcionado sobretudo para pessoas entre os 55 e os 75 anos

Uma loja gerida por reformados, "Chá, Café e Limonada", foi considerada pelo júri do Co-Laboratório de Inovação Social como o projeto mais “inovador, inspirador e contagiante" entre os seis a concurso, arrecadando 16.500 euros.
"O nosso projeto é criar uma loja, lançada e gerida por pessoas reformadas, mas que querem ter uma vida ativa, com serviços adaptados às necessidades da comunidade local. O objetivo é aliar a ocupação à rentabilidade do investimento”, explica Madalena Alves Pereira, um dos seis elementos que conceberam a ideia vencedora.
Outra vertente do projeto é ser um negócio franchisado, em que o nome e a marca da loja são promovidos por uma entidade do setor público ou empresarial, que são também responsáveis pela viabilização e implantação dessas lojas a nível nacional.
O conceito é direcionado sobretudo para pessoas entre os 55 e os 75 anos.
“Serve também para demonstrar aos reformados como é que se pode inverter a curva do desânimo quando se entra na idade da reforma, como é que se pode contribuir ativamente para a sociedade sem ter que se trabalhar a tempo inteiro”, adianta Madalena Alves Pereira.
Apesar de haver um só vencedor, todos os projetos apresentados vão ser trabalhados, discutidos e desenvolvidos em várias fases, incluindo plano de negócios e experimentação piloto.
"Estiveram 60 pessoas representativas dos três setores. Estão habituadas a resolver problemas e têm todo o capital intelectual para nos ajudar e ajudar Portugal a resolver os problemas e a encontrar soluções”, defendeu Suzana Pereira, diretora de comunicação da CGD.
29 de junho de 2011

Comentários