Liga Contra o Cancro alerta crianças para os perigos do sol em excesso

Liga lembra que a radiação ultra-violeta é refletida pela areia e pela água

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai lançar um concurso dirigido a mais de meio milhão de crianças das escolas portuguesas, destinado a alertar para o risco de melanoma e para a importância da proteção solar.

 

Durantes esta semana, as escolas podem candidatar-se através do site www.horadosolsaudavel.pt, para participar no concurso, em que os alunos do 1.º ciclo são convidados a criar um relógio solar com materiais recicláveis.

 

A iniciativa pretende passar mensagens simples como "em Portugal, deve-se evitar estar exposto diretamente ao sol entre as 11:30 e as 16:30" ou "a aplicação de protetor solar não dispensa a utilização de vestuário apropriado, chapéu e óculos de sol quando exposto à radiação solar".

 

O projeto “Hora do Sol Saudável” alerta ainda para o facto de "a pele ter memória da radiação solar ao longo da vida e o excesso de radiação solar provocar envelhecimento precoce e cancros de pele".

 

"A radiação ultra-violeta é refletida pela areia e pela água, pelo que, mesmo à sombra do chapéu, se deve utilizar protetor solar na pele não coberta pelo vestuário".

Esta é outra das 15 regras da iniciativa que conta com o apoio do Ministério Educação, disse à Lusa o gabinete de imprensa da LPCC.

 

Por Lusa

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários