Infertilidade: sistema que controla listas de espera arranca no 1º trimestre

O projecto tem sido adiado desde 2009 quando foi aprovado pelo Ministério da Saúde

Após projecto anunciado em 2009 pelo Ministério da Saúde, o sistema informático que fará o controlo das listas de espera para tratamentos de infertilidade deverá entrar em funcionamento até Março deste ano.
O anúncio é da directora do Centro de Procriação Medicamente Assistida da Maternidade Júlio Dinis/Centro Hospitalar do Porto que, em declarações à Lusa, referiu que o sistema Fertis “deverá ficar operacional ainda este trimestre”.
Joana Mesquita Guimarães revelou ainda que tem havido várias reuniões e que esta “vai ser a única maneira de sabermos efectivamente qual é a percentagem de casais inférteis em Portugal”.
A responsável referiu que o sistema Fertis “vai automaticamente gerir a lista de casais e orientá-los para os centros com menor lista de espera”.
Ou seja, “o casal pode ser encaminhado para um centro com menor lista de espera, fora da sua área de residência, excepto se não quiser e preferir aguardar pelo que mais lhe interessa”, disse.
Joana Guimarães remata que desta forma pode-se ter acesso ao número real de casais que aguardam tratamento para infertilidade:. “Fala-se em sete a dez por cento, mas são números muito vagos, até porque há casais que estão inscritos em vários centros ao mesmo tempo. Com este sistema isso vai ser impossível”.
21 de Janeiro de 2011

Comentários