Ílhavo com novo regulamento para apoiar estudantes com dificuldades

A Câmara de Ílhavo, em Aveiro, divulgou esta quinta-feira um novo regulamento para atribuição de bolsas, que introduz critérios de majoração face a situações de maior fragilidade social das famílias, prevendo atribuir 20 bolsas de estudo no ano letivo 2015/2016.
créditos: AFP/MARTIN BUREAU

O novo Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo do Ensino Superior, que aguarda publicação no Diário da República, prevê majorações sobre o valor base (125,77 euros), no caso de o estudante pertencer a agregados familiares monoparentais ou com elementos portadores de incapacidade, em que os dois cônjuges estejam desempregados ou quando tenha irmãos a frequentar o ensino superior ou cursos de especialização tecnológica.

Outro critério privilegiado no novo regulamento é a formação em áreas consideradas prioritárias, relativamente às quais o município esteja mais carenciado.

“Pretende-se com este novo regulamento criar condições para que este apoio concedido pela Câmara Municipal de Ílhavo se torne numa ferramenta ainda mais importante e útil para os estudantes do município de Ílhavo, que se encontrem matriculados em estabelecimentos e cursos de ensino superior no território nacional, sobretudo, os mais carenciados”, refere uma nota do executivo.

A atribuição das Bolsas de Estudo do Ensino Superior far-se-á em 10 prestações mensais (de outubro de 2015 a julho de 2016), decorrendo o período de candidatura até ao dia 06 de novembro, através de impresso próprio, disponível na Divisão de Ação Social e Saúde da Câmara.

No que diz respeito às Bolsas de Estudo do Ensino Secundário, o executivo determinou a atribuição, excecional e em regime transitório, das Bolsas de Ensino Secundário em número igual ao número de candidatos que já se encontrem a beneficiar, ao abrigo do anterior regulamento, “desde que tenham transitado de ano e não tenham ocorrido alterações socioeconómicas significativas”.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários