Filarmónica de Idanha-a-Nova arranca com projeto de música para bebés

A Filarmónica Idanhense vai avançar no final de janeiro com o projeto música para bebés, uma nova área de ensino da música destinada a crianças dos três meses aos cinco anos.

O "Concertos para Bebés" é um projeto semelhante que nasceu em Leiria pelas mãos de Paulo Lameiro e que foi entretanto exportado para o Brasil (Foto de Arquivo)

"Com esta nova valência, que conta já com mais de uma dezena de inscrições, a Filarmónica Idanhense passa a disponibilizar a todas as faixas etárias a oportunidade de terem uma aprendizagem musical gratuita", refere em comunicado o município de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

Numa primeira fase, as crianças irão experimentar o toque do adufe, símbolo maior da tradição musical de Idanha-a-Nova, para, mais tarde, descobrirem instrumentos de sopro e de cordas.

"Esta iniciativa visa sensibilizar os mais pequenos para o universo sonoro e estimular as primeiras aquisições musicais, proporcionando um primeiro contacto com instrumentos", e vai "promover o enriquecimento dos laços naturais entre pais e filhos", lê-se no documento.

Este novo projeto resulta, então, no alargamento da idade dos alunos da Escola de Música da Filarmónica Idanhense, que conta atualmente com 42 crianças e jovens com idades compreendidas entre os seis e os 18 anos.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários