Feira do Livro do Porto arranca na sexta-feira com mais de 100 pavilhões

A Feira do Livro do Porto estará aberta de segunda a sexta-feira a partir das 16h00

A Feira do Livro do Porto, que pela primeira vez é organizada pela autarquia, começa na sexta-feira sob os lemas “Liberdade” e “Futuro”, contando com mais de uma centena de pavilhões de exposição.

 

Até ao dia 21, a Feira do Livro do Porto que vai homenagear o escritor e tradutor Vasco Graça Moura nos jardins do Palácio de Cristal, além da venda de livros, conta com “um festival literário” incluído numa programação cultural que terá um ciclo de cinema, um festival de “spoken words” e, entre outras iniciativas, exposições.

 

Em mais de 80 anos, esta é a primeira vez que a Câmara do Porto assume a total organização da Feira do Livro, antes promovida pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) com quem o município mantinha um diferendo quanto aos custos da iniciativa.

 

A autarquia liderada pelo independente Rui Moreira suspendeu em fevereiro o processo negocial com a APEL, afirmando não ver “satisfeitas as condições necessárias para a assinatura de qualquer protocolo” com a associação.

 

Também pela primeira vez, o evento foi aberto à participação de livrarias, alfarrabistas, editores e associações e cooperativas do setor, estando inscritas 72 entidades, distribuídas por 107 pavilhões, provenientes do Porto, Famalicão, Coimbra, Lisboa, Vila Nova de Gaia, Vila do Conde, Braga, Óbidos, Silveira, Rio de Mouro e Viseu, por exemplo.

 

A câmara pretende que a tradicional feira do livro - de entrada livre - seja “um grande festival literário e com uma ótima programação cultural” e de animação, que levará “muitas pessoas ao Palácio de Cristal, à avenida das Tílias e aos equipamentos envolvidos na própria feira, como a galeria municipal e a biblioteca Almeida Garrett”.

 

Gonçalo M. Tavares, José Pacheco Pereira, Pedro Mexia, Manuel Alegre, Rita Ferro, Valter Hugo Mãe, Francisco José Viegas, Clara Ferreira Alves, Gonçalo Cadinhe e Mário Cláudio, entre outros, estarão presentes nas dez mesas de debate organizadas.

 

Do extenso programa preparado pelo Pelouro da Cultura e pela empresa municipal Porto Lazer destaque também para a música e para duas edições das “Quintas de Leitura”, que serão assim deslocalizadas do Teatro Campo Alegre para o auditório da Biblioteca Almeida Garrett.

 

Quanto ao ciclo de cinema “Dos Livros no Cinema”, serão exibidas obras de realizadores como Manoel de Oliveira, Vicente Minnelli e Carl Theodor Dreyner.

 

A Feira do Livro do Porto estará aberta de segunda a sexta-feira a partir das 16:00, sendo que ao sábado e ao domingo abrirá as portas às 12:00.

 

Por Lusa

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários