Estudo revela que tetinas ortodônticas evitam risco de confusão mamilar

O alternar entre a amamentação e o biberão pode evitar a rejeição do peito materno ou que o bebé se esqueça da técnica de sucção

Um estudo levado a cabo pela Universidade de Barcelona e conduzido por Ángel Moral Garcia, comprovou que as mães que alternam a alimentação dos seus bebés entre a amamentação e o biberão com tetinas ortodônticas, evitam a rejeição do peito materno e o risco de confusão mamilar.
O estudo demonstrou que o facto de a tetina ser uma réplica do formato natural do mamilo materno durante a amamentação permite alcançar, no decorrer da sucção, um padrão de movimento natural muito semelhante ao processo de amamentação.
Publicado no reconhecido BMC Pediatrics, a investigação utilizou vários centros de preparação pré-parto onde observou o comportamento de ingestão de 362 crianças com idades compreendidas entre os 0 e os 5 meses, durante 868 refeições, ao longo de dois anos. Os especialistas estudaram o comportamento de sucção dos bebés através de uma investigação aprofundada do processo de sucção e extracção de leite.
A amostra de bebés foi dividida em três grupos, um com amamentação materna, um com alimentação por biberão e por fim, um grupo que recebeu amamentação mista. Nos bebés deste último grupo, o número de movimentos de sucção e a duração dos intervalos por minuto foram sensivelmente os mesmos, independentemente de terem sido alimentados por biberão ou através de amamentação materna. Este factor deu origem a uma indicação científica em que a combinação da amamentação materna e a amamentação por biberão é possível, sem o bebé recusar o peito.
Fonte: Nuk
4 de Abril de 2011

Comentários