Espetáculos solidários apoiam creche do Académico de Leiria

Dois espetáculos para bebés vão realizar-se no dia 26 de janeiro, em Leiria, para angariar dinheiro destinado a salvar a creche da Associação de Solidariedade Académico de Leiria, que atravessa dificuldades financeiras, anunciou a organização.

“Temos uma creche com 32 crianças, mas a esmagadora maioria dos pais não pode pagar o valor estipulado, pois são, sobretudo, pessoas desempregadas ou famílias monoparentais e esta situação criou desequilíbrio financeiro”, disse à agência Lusa Luís Pinto, do Académico de Leiria.

 

O responsável acrescentou que “o valor subsidiado pela Segurança Social por criança não tem em conta o valor que as famílias podem despender”.

 

“Se fizéssemos uma seleção na admissão, tentando um equilíbrio entre os que podem pagar e os que não podem, seria mais fácil para a gestão da creche, mas queremos cumprir o que está na lei e também queremos continuar a assumir o caráter social do Académico de Leiria”, disse Luís Pinto.

 

Nesse sentido, “há que apelar à sociedade de Leiria para manter este equipamento social de pé”, declarou, acrescentando que, além dos espetáculos, às empresas está a ser pedido para que apadrinhem a creche.

 

Os espetáculos “Bebés, SAMP e amigos” realizam-se na manhã de dia 26, no Teatro Miguel Franco, em Leiria, uma sala com capacidade para 210 espetadores na plateia e mais 60 bebés – entre os zero e cinco anos - em palco.

 

“Na plateia o custo é de seis euros. No palco é de 15 euros e inclui o bebé e o acompanhante/adulto”, explicou Luís Pinto, salientando que a totalidade da receita reverte para a creche “O Crescer”, dado que os músicos e elementos da Sociedade Artística Musical dos Pousos participam gratuitamente na iniciativa.

 

A Associação de Solidariedade Académico de Leiria completa 40 anos em 2014.

 

Além da creche e de uma loja social, a instituição particular de solidariedade social desenvolve outros projetos, como o apoio a escolas, gere uma piscina e ajuda diversas famílias, num total de 253 pessoas do concelho de Leiria, com alimentação e roupa.

 

Lusa

Comentários