DECO pede retirada do mercado de acessórios perigosos para pulseiras de elásticos

A Associação de Defesa do Consumidor encontrou em Portugal duas marcas consideradas perigosas de acessórios para pulseiras de elásticos, tendo pedido à ASAE a sua retirada do mercado, informou esta segunda-feira a organização.

Os acessórios em causa são os "Loom Charms", da marca D.I.Y, e os "Colorful Loom Bands", da Baiqi, que segundo a Associação de Defesa do Consumidor (DECO) ultrapassam os níveis de cádmio permitidos e registam elevada libertação de níquel.

"Uma marca contém 440 vezes mais ftalatos do que o limite legal", adianta a DECO, explicando que as peças da Loom Charms ultrapassam "o máximo permitido de cádmio, apresentam 44% de ftalatos [...]e as partes metálicas libertam demasiado níquel".

O limite legal de cádmio admitido é de 0,1 por cento.

Os acessórios "Colorful Loom Bands" têm 9,8% de ftalatos, o que também está fora da lei, de acordo com a DECO.

"Os dois produtos são um perigo real para a saúde: se a criança os puser na boca, a saliva vai permitir a transferência dos metais pesados e dos ftalatos para o organismo. Também é possível que o contacto com a pele, sobretudo quando se transpira, possibilite a migração de metais pesados", considera a DECO.

Por isso, a associação de defesa do consumidor apresentou já à Autoridades de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) "um pedido de retirada do mercado".

A DECO decidiu avançar com a realização de testes a estes produtos depois de, em agosto, ter sido retirada do mercado no Reino Unido uma marca destes acessórios com 400 vezes mais ftalatos que o permitido por lei.

Comentários