Cruz Vermelha prestou ajuda alimentar a 700 famílias na Madeira desde outubro

A Cruz Vermelha Portuguesa prestou ajuda alimentar a 700 famílias madeirenses nos últimos dois meses, comentou esta sexta-feira, no Funchal, o presidente da delegação regional.

Rui Nunes disse à Lusa que os alimentos foram angariados pela Cruz Vermelha em outubro e que a distribuição feita até agora representa 70% do total da recolha.

"Falta distribuir 30% e, no entanto, temos ainda uma lista de pedidos com outras tantas 700 famílias", salientou o responsável da Cruz Vermelha na Madeira, após uma audiência com o representante da República, Ireneu Barreto.

"Notamos, nesta altura, que há mais gente com pedidos de ajuda e a Cruz Vermelha nem sempre pode dar resposta", disse Rui Nunes, salientando que a instituição realiza campanhas de recolha de alimentos apenas duas vezes ao ano.

O responsável realçou, por outro lado, que a delegação da Madeira da Cruz Vermelha está "bem composta" ao nível de pessoal, quer profissional, quer voluntário, contando no total com 220 colaboradores.

A delegação encontra-se, atualmente, em fase de recrutamento de novos voluntários e vai realizar um novo curso de formação em janeiro de 2015.

"Em termos de meios, a nossa grande dificuldade era o espaço, mas vai ser ultrapassada com a cedência de um prédio devoluto que pertencia à Direção Regional de Turismo", disse Rui Nunes.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários