Crianças aprendem importância da poupança da água no Porto

Milhares de crianças e adolescentes aprenderam, no Parque da Cidade do Porto, a importância da poupança da água e toda a ciência que a envolve.

Esta primeira edição da AquaPorto, uma iniciativa conjunta da empresa Águas do Porto e da Câmara Municipal, contou com alunos de escolas de todo o norte do país, desde Esposende, Guimarães, Braga, Celorico de Basto, Ermesinde e várias da cidade do Porto, com o epicentro no Pavilhão da Água, contíguo ao Parque da Cidade, em que a ciência do elemento vital é explicada no seu estado sólido, líquido e gasoso.

A iniciativa prolonga-se por dois dias com 52 atividades gratuitas, que segundo Filipa Fernandes, coordenadora de Educação Ambiental da Águas do Porto, revolvem em torno da educação "sobre a poupança da água, aquários e espécies marinhas" com "muita ciência à mistura".

"Vamos fazer ‘curtas’ científicas, que são filmes sobre a poupança da água, temos também [a iniciativa] Mundo a Sorrir, que vai ensinar a lavar os dentes sem desperdiçar água, e temos, no fundo, sempre uma mensagem de poupança e de consumo da nossa água, da torneira, porque é uma boa opção", explicou a coordenadora.

"Aprendemos que devemos gastar menos água", exclamavam em uníssono Ana Carolina e Daniela Mendes, alunas do quarto ano do Colégio de Ermesinde, acrescentando ainda que a água "pode criar muita eletricidade".

Já Letícia, de oito anos, aprendeu de imediato como "diferenciar a água não potável da água potável" através dos sabores, avisando que "deve-se sempre abrir e fechar a torneira para gastar pouco".

Para o professor do primeiro ciclo Nuno Coutinho, "é muito importante que as crianças vejam tudo o que se pode fazer com a água", de modo a que ganhem "uma noção e perceção de que devem poupá-la".

"Eles estão mais predispostos do que os próprios pais para a proteção do ambiente", considerou o professor, admitindo que até podem ser as crianças a educar os adultos nesse sentido.

O programa da AquaPorto conta ainda com um programa noturno para sábado, com "uma tertúlia sobre a qualidade da água da torneira, seguida de debate", de acordo com o programa do evento que conta com a presença de quatro especialistas sob o lema "Vamos Pôr a Conversa em Dia", a que se segue uma sessão de provas organizada pela Confraria da Água.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários