Crianças alertam condutores sobre regras de segurança

Alunos da escola básica de São José realizaram uma "operação stop" na Avenida da Liberdade

Fardado a rigor, o “agente” Diogo, de 6 anos, alertou automobilistas em Lisboa para a obrigatoriedade de utilizar cinto de segurança e de transportar as crianças na cadeirinha, numa ação da PSP para sensibilizar os condutores.

 

Os alunos do primeiro ano da escola básica de São José realizaram uma “operação stop” na Avenida da Liberdade, entregando aos condutores folhetos com regras sobre segurança, como o uso do cinto de segurança e a colocação das crianças em cadeiras de retenção.

 

“Bom dia, senhor condutor”, dizia Diogo, sempre a bater continência, enquanto explicava a um taxista que deve usar sempre cinto de segurança, à frente e atrás. “Têm de pôr o cinto, senão pode acontecer uma coisa perigosa”, afirmou.

 

A ação pretende “também para educar os pais e sensibilizar toda a comunidade”, realizando-se também ao longo do ano letivo “muitas ações de sensibilização no interior da sala de aulas”, a ensinar como atravessar a estrada e atenção aos semáforos, acrescentou o coordenador do programa Escola Segura da 1.ª divisão da PSP de Lisboa, João Dias.

 

A iniciativa não teve um objetivo “repressivo”, mas pretendia “sobretudo usar a sensibilização para evitar” comportamentos como o estacionamento indevido em cima de passeios e passadeiras, referiu à Lusa o agente.

 

Uma recomendação que Daniel, 6 anos, não esqueceu: “Senão, os carros e as pessoas querem passar e não podem”. “O carro está a estorvar, e depois têm de chamar a polícia para pagarem uma multa, para chamarem o reboque e para tirarem o carro”, indicou. Catarina garantiu que irá transmitir a mensagem aos pais, esta noite: "Eu, propriamente, não me vou esquecer".

 

No Ano Europeu do Cidadão, a ideia é que as crianças “cresçam com estes ensinamentos”, aprendendo, “no dia-a-dia, o que se passa à volta deles e saberem o que se faz e não se faz”, disse Vasco Morgado, presidente da Junta de Freguesia de São José, que se associou a esta iniciativa.

 

Não fazia parte da “lição”, mas um condutor aproveitou para avisar que os pais não devem fumar nos carros. “Vejo muitos papás e mamãs a fumarem dentro do carro, quando os meninos vão atrás. Isso é muito feio e faz mal à saúde”, sublinhou.

 

Lusa

Comentários