Corrida D. Estefânia/Dia da Mãe angariou fundos a favor da ASBIHP

No passado dia 5 de Maio realizou-se a 2ª Corrida/Caminhada Dona Estefânia-Dia da Mãe iniciativa organizada pela Plataforma Cívica em Defesa de um Hospital Pediátrico em Lisboa.

A avenida Brasília, em Lisboa, encheu-se de cor num evento que reuniu cerca de 4 mil pessoas entre as que correram, caminharam ou simplesmente visitaram a festa por esta causa solidária. Os fundos angariados com as inscrições reverteram para a Associação Spina Bifida e Hidrocefalia de Portugal (ASBIHP), que desenvolve projetos de auxílio a doentes afetados por Spina Bifida e suas famílias.

 

Para a ASBIHP esta atividade «foi um enorme sucesso uma vez que deu uma visibilidade muito grande à nossa causa bem como permitiu sensibilizar para a manutenção de um hospital pediátrico em Lisboa. Para pessoas com as doenças que nós representamos e outros com patologias raras que necessitam de cuidados diferenciados é muito importante a existência destas unidades hospitalares específicas».

 

A corrida desenrolou-se ao longo de 10 quilómetros enquanto a caminhada percorreu um total de 4 mil metros, cumprindo o objetivo de chamar a atenção da sociedade em geral para que a capital portuguesa não deixe de ter um hospital pediátrico e que no futuro hospital geral de Todos os Santos (Chelas) não sejam misturadas crianças e adultos doentes.

 

Presentes na iniciativa estiveram os atletas Carlos Lopes e Pedro Castro, figuras da sociedade civil como o cirurgião pediátrico Gentil Martins e responsáveis políticos como João Semedo (BE), Isabel Faria (Junta de Freguesia de Alcântara), João Valente (CML) e Ana Gaspar (Cidadãos por Lisboa). Ao Avô Cantigas coube a tarefa de animar todos os presentes.

 

 

Maria João Pratt

artigo do parceiro:

Comentários