Coimbra candidata a Capital Europeia da Juventude 2018

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, afirmou que a cidade se vai candidatar a Capital Europeia da Juventude 2018, contando já com a subscrição de 24 associações juvenis do concelho.
créditos: PAULO NOVAIS / LUSA

Coimbra é "marcada pelos jovens", tem "associações de grande valor" e uma "rede de contactos nacional e transnacional relevante", o que faz com que seja uma candidata "fiável para acolher a iniciativa", sublinhou Manuel Machado, informando que o município terá de formalizar a candidatura junto do Fórum Europeu da Juventude até ao dia 28.

Caso a candidatura tenha sucesso, o evento poderá "capacitar a juventude" e fortalecer o elo de ligação de Coimbra "à Europa e ao Mundo", referiu, destacando "o espírito académico" da cidade.

O presidente da CMC frisou o balanço da organização de Braga, em 2012, da Capital Europeia da Juventude, que deu "resultados interessantes e úteis", esperando que em 2018 seja a vez de Coimbra, que nesse ano já vai receber os Jogos Europeus Universitários (EUSA Games).

"Temos boas condições para ser um projeto ganhador", afirmou, salientando que será importante, na candidatura, valorizar "todas as características relevantes" de Coimbra, que é uma cidade de "encontro de gerações, de culturas e de políticas".

Manuel Machado falava durante a instalação e tomada de posse dos membros do Conselho Municipal de Juventude, órgão com representantes de associações juvenis, associações de estudantes e membros das juventudes partidárias, entre outros.

Tomaram posse como membros do Conselho Municipal da Juventude (CMJ) 28 representantes, 24 dos quais já assinaram a subscrição à candidatura da CMC à Capital Europeia da Juventude 2018, sendo "importante" a reunião do apoio de associações juvenis de Coimbra.

Nuno Alves, um dos representantes eleitos como secretário do plenário do CMJ de Coimbra, sublinhou que, enquanto membro da direção da Federação Nacional das Associações Juvenis, esta "estará ao lado da candidatura" e vai "reunir esforços" para que seja possível organizar o evento, em 2018.

Roterdão, Turin, Antuérpia, Braga, Maribor e Salónica foram as cidades que acolheram até agora a Capital Europeia da Juventude, evento que começou em 2009.

Este ano, é a vez de Cluj, da Roménia, organizar a iniciativa, sendo que Ganja, no Azerbeijão, e Varna, na Bulgária, vão receber o evento em 2016 e 2017, respetivamente.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários