Check-up médico antes da gravidez essencial para evitar malformações

O alerta é de Joaquim Gonçalves, coordenador da Unidade de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Lusíadas Porto. Consultar um médico e adotar um estilo de vida mais saudável devem ser fatores a considerar a partir do momento em que se decide engravidar.

Os especialistas destacam a importância do check-up pré-conceção como essencial, de forma a assegurar e proteger a saúde da mãe e do bebé.

"Antes de engravidar é necessário um período de preparação de cerca de três meses, altura em que a futura mamã deve recorrer ao seu médico para efetuar uma avaliação criteriosa do seu estado de saúde e ajudar a adotar todas as precauções necessárias para desfrutar de uma gravidez saudável", afirma Joaquim Gonçalves, coordenador da Unidade de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Lusíadas Porto.

"O médico deverá solicitar a realização de análises ao sangue para avaliar, por exemplo, o estado imunitário da mulher relativamente a doenças como a rubéola, toxoplasmose, hepatite B e C e VIH, fatores que quando não são controlados podem afetar irremediavelmente o feto” acrescenta Joaquim Gonçalves, relevando ainda ser de extrema importância “abandonar de imediato os maus hábitos como o tabaco e o álcool".

"A toma de alguns suplementos vitamínicos é essencial, não só durante esta fase mas também durante os primeiros três meses da gravidez, como é o caso do ácido fólico, que desempenha um papel importantíssimo na prevenção de algumas embriopatias", revela o especialista.

A Unidade de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Lusíadas Porto assegura a vigilância, investigação clínica e tratamento das diversas patologias que podem afetar a mulher quer na área obstétrica quer na ginecológica.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários