Centro escolar de Oliveira de Azeméis recebe parque infantil aberto ao público

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis abre na segunda-feira o novo Centro Escolar de Ul, construído de raiz em terrenos doados pelo fundador do Grupo Simoldes, que inclui um parque infantil "diferente", aberto ao público em geral.
créditos: PixaBay

Substituindo a antiga Escola EB1 e Jardim-de-infância do Pinheiral, que a Junta de Freguesia de Ul se propõe agora transformar numa creche para crianças até aos 3 anos de idade, o novo estabelecimento de ensino vai acolher cerca de 100 crianças do 1.º Ciclo e 46 do Ensino Pré-escolar.

"Este é o quarto centro escolar que construímos de raiz em Oliveira de Azeméis, custou cerca de um milhão de euros comparticipados em 85%, e tem a particularidade envolver investimento de um particular", declarou à Lusa o vereador local da Educação, Isidro Figueiredo, a propósito do benemérito António da Silva Rodrigues, fundador da empresa que hoje é líder europeia em moldes para a industrial automóvel.

"Ele doou o terreno, pagou o projeto de arquitetura para acelerar o processo de candidatura a fundos comunitários e ainda nos ofereceu um parque infantil topo de gama, que é para uso dos meninos da escola e também está aberto ao público em geral, para as famílias da zona poderem trazer para cá as suas crianças", acrescenta o autarca.

O novo "Centro Escolar Comendador António da Silva Rodrigues" foi desenhado pela empresa de arquitetura e planeamento Arquigrupo.

Integra quatro salas de 1.º Ciclo, duas de pré-escolar, uma para horários de prolongamento, uma biblioteca, um refeitório convertível em salão polivalente, cozinha, gabinete para a associação de pais, sala de reuniões, salas para professores, espaços administrativos e várias áreas de apoio.

No exterior, tem uma área reservada para o estacionamento temporário por parte de pais e encarregados de educação, um 'deck' de madeira com canteiros elevados para criação de uma horta pedagógica com compostor e cabina de alfaias, e o parque infantil concebido pela Oh!Land, num formato que Isidro Figueiredo descreve como "totalmente diferente do que se vê por aí".

Disposto num piso colorido com diferentes graus de resistência ao impacto e distintas volumetrias tridimensionais, esse espaço de recreio custou 80.000 euros e inclui um monte de suporte a um escorrega, outro sob o qual se atravessa um túnel, uma pequena "floresta" de troncos coloridos por onde circular, um trampolim embutido no solo e mesas com tabuleiros de xadrez gravados no tampo, entre outras opções de brincadeira.

Duas vezes ao dia, no período reservado à pausa entre as aulas, o parque estará reservado para usufruto pelos alunos da escola; nos restantes horários dos dias úteis e ao fim de semana, o novo recreio de Ul disponibiliza ao público os seus equipamentos de diversão, que estão vocacionados para crianças dos 3 aos 12 anos.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários