Alemanha regista primeira adoção legal de criança por casal gay

A Alemanha teve a sua primeira adoção infantil por parte de um casal homossexual em Berlim, anunciou esta terça-feira (10) uma associação de defesa dos direitos de gays e lésbicas.
créditos: Pixabay

A adoção foi anunciada a 5 de outubro por um tribunal de Tempelhof-Kreuzberg, um bairro do sul da capital, depois da entrada em vigor, no dia 1 deste mês, da legalização da união entre pessoas do mesmo sexo, que abre caminho para o direito à adoção.

Michael e Kai Korok casaram-se a 2 de outubro e precisavam de apenas uma certidão de casamento para formalizar o pedido de adoção apresentado há meses.

A criança, de dois anos e meio, vive desde o nascimento com o casal, designado como família substituta. Apesar de já terem recorrerido à Justiça, o casal tentava em vão a adoção legal do menino.

"É um grande passo para os gays e lésbicas com maior segurança jurídica agora", comemorou Jörg Steinert, porta-voz da associação de gays e lésbicas de Berlim, citado pela agência de notícias AFP.

Votada em 30 de junho, a lei que abre caminho para as uniões entre pessoas do mesmo sexo modificou o Código Civil que agora define o casamento como "uma união para a vida entre duas pessoas de sexo diferente ou idêntico".

Veja ainda: As imagens de um casamento gay que é um conto de fadas

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários