Os cuidados com a alimentação que as grávidas devem ter

Teresa Branco, fisiologista na gestão do peso que acompanhou a apresentadora de televisão Ana Rita Clara durante a gravidez, aponta as recomendações a ter no período de gestação.

Felice Jacka, à frente do Food and Mood Centre, um dos organismos de investigação da Universidade de Deakin, na Austrália, não tem dúvidas. As mulheres que se alimentam corretamente durante o período de gravidez estão a prevenir a profusão de diabetes de tipo 2 e de problemas de saúde mental, diminuindo a sua incidência nas próximas gerações. «Temos vários estudos que o demonstram e que atestam essa influência», assegura.

«A alimentação deverá estar de acordo com o metabolismo individual da mulher», opina também Teresa Branco, fisiologista na gestão do peso, profissional que acompanhou a apresentadora de televisão Ana Rita Clara durante a gravidez, uma entrevista que pode recordar aqui. No entanto, independentemente desse metabolismo, existem regras gerais que devem ser tidas em conta:

- «O café deve ser inibido, tal como o álcool, uma vez que o primeiro pode provocar agitação e o segundo, má formação no feto», adverte Teresa Branco.

- «É importante ingerir muitos vegetais e fruta e consumir o menos possível alimentos processados e açucarados, tal como fez a Ana Rita», sublinha a fisiologista do controlo do peso.

- «O peixe deve ser consumido pelo menos uma vez por dia. Não existe qualquer contraindicação em ingeri-lo cru, desde que tenha a certeza do seu nível de qualidade», assegura a especialista.

- «É essencial manter o suporte energético constante ao bebé, fundamental para o seu desenvolvimento. É importante que a mulher faça refeições com intervalos curtos para que também não entre em hipoglicemias (baixa de açúcar no sangue), usuais nesta fase da vida», refere ainda.

- «Os lanches devem ter um bom conteúdo em proteína, gordura saudável e hidratos de carbono de absorção mais lenta. O bebé precisa destes três macronutrientes para um desenvolvimento saudável», realça Teresa Branco.

A importância do exercício físico na gravidez

Segundo Teresa Branco, fisiologista na gestão do peso, as mulheres que praticam exercício físico regularmente antes da gravidez estão mais preparadas para a exigência destes nove meses e para o parto. As mulheres que mantêm o treino físico adaptado durante a gestação têm uma série de benefícios comprovados. Os mais comuns são:

- Mais energia

- Melhor controlo sobre os níveis de açúcar no sangue

- Melhor gestão do peso

- Menos retenção de líquidos

- Aumento da tonicidade muscular, o que é um beneficio para o desenvolvimento do bebé e para a recuperação da mãe no pós-parto

Texto: Vanda Oliveira com Teresa Branco (fisiologista na gestão do peso e diretora do Instituto Prof. Teresa Branco)

artigo do parceiro:

Comentários