Os cremes que as grávidas devem evitar

Exibir uma pele com estrias durante e depois da gravidez é um risco que muitas mulheres correm. Descubra os cuidados acrescidos que deve ter durante esta fase para as evitar

Ficar com estrias é um dos maiores receios das mulheres grávidas. Apesar de já existirem muitos produtos no mercado que as previnem ou atenuam, nem todas as fórmulas cosméticas são aconselhadas na gestação. Os cremes com derivados da vitamina A não podem ser usados por grávidas, daí que existam cremes anti-estrias específicos para esta fase.

Estes são compostos maioritariamente por ácidos gordos, óleos naturais e silício orgânico, substâncias que hidratam e reforçam a elasticidade da pele. «Uma mulher grávida pode usar um creme anti-estrias normal, desde que, entre os seus princípios ativos, não esteja a vitamina A», elucida a dermatologista Manuela Cochito.

A prevenção das estrias passa muito pela hidratação, pois uma pele bem hidratada tem maior capacidade de resistir às distensões sem que se dê a ruptura que provoca as estrias. Assim, é obrigatório hidratar a pele diariamente após o banho com um creme nutritivo e ingerir dois litros de água por dia.

«Se as queremos prevenir, é importante, também, evitar as oscilações de peso e não tomar anabolizantes», remata Manuela Cochito. Durante a gravidez, troque o gel de banho ou sabonete por um óleo de banho, que hidrata mais profundamente a pele, ajudando-a a evitar as estrias.

Texto: Rita Caetano com Manuela Cochito (dermatologista)

artigo do parceiro:

Comentários