Operações plásticas e a alteração da produção de leite

Esclareça alguns mitos relacionados com a amamentação após uma cirurgia plástica ao peito

As mulheres que ainda não tiveram filhos e pretendem ser mães não precisam deixar de lado a vaidade ou o desejo de fazerem uma cirurgia plástica. Ao contrário do que muitas pensam, o implante de prótese de silicone não atrapalha em nada a amamentação.

Uma das cirurgias mais procuradas nos consultórios de cirurgia plástica, é a mamoplastia de aumento. Um dos mitos mais comuns é o de que a prótese de silicone interfere na produção e excreção do leite, bem como na alteração do seu gosto e qualidade. Porém, o silicone é um gel de alta coesividade que não ultrapassa a prótese. Além disso, o implante fica de baixo da glândula mamária e, assim, não tem nenhum contacto com o leite.

No entanto, para que a prótese de silicone não interfira mesmo na amamentação, é preciso ter em conta alguns fatores:

- Quando o implante escolhido pela paciente é maior do que o recomendado pelo cirurgião, há o risco de o silicone comprimir os canais por onde o alimento é transportado, dificultando a sua passagem. Mas  apenas se trata de uma possibilidade remota, uma vez que o organismo tem uma enorme capacidade de adaptação e, com as inovações tecnológicas no fabrico das próteses e nos procedimentos cirúrgicos, torna-se cada vez mais raro o desenvolvimento de problemas na amamentação.

- Outro fator a ser levado em consideração é o local em que é feita a incisão. No caso da areolar – em que a prótese é inserida pela aréola –, o corte é feito nos ductos, as vias por onde o leite transita. Devido à incisão, esses ductos podem ser prejudicados, dificultando a passagem de leite e a até mesmo a sua produção. No entanto até mesmo nesses casos, a incidência de problemas é baixa.

Para quem já colocou os implantes, recomenda-se aguardar pelo menos quatro meses após a cirurgia antes de engravidar, para não correr qualquer risco durante a gestação e não prejudicar o aleitamento.

artigo do parceiro:

Comentários