O nascimento de um pai

Que transformações e emoções sente e vive o homem quando se transforma em pai.

O homem percorre o seu próprio caminho para se tornar pai, embora de forma mais lenta no tempo que a companheira, influenciado pela sua própria experiência de infância. As mudanças internas que o homem começa a sentir na relação com a companheira, com os seus próprios pais e irmãos e em relação à sua identidade podem ser sentidas como prazerosas e enriquecedoras, mas também como irritantes e distratoras. Cada fase da gravidez constitui um novo desafio tal como acontece com a mulher.

 

A relação do pai com o feto é mais orientada pela expectativa do que pela estimulação hormonal, psicobiológica ou pelo impulso, uma vez que experiencia tudo em segunda mão. Mesmo assim o pai expectante vincula-se ainda durante a gravidez ao filho e isto irá ser precursor da forma como se torna pai do bebé. A intensidade com que o faz depende da relevância que ele dá ao papel de pai. Alguns pais respondem à gravidez com o entusiasmo que lhes desperta uma pedra de toque natural no seu desenvolvimento, outros porém sentem a sua trajectória de vida dramaticamente alterada por se tornarem pais.

 

Comentários