Dicas para amamentar gémeos

Conheça cinco conselhos úteis para ter sucesso na amamentação de gémeos

Se ter um filho gera uma enorme ansiedade, a notícia de ter dois ao mesmo tempo pode ser um eclodir de emoções, tanto para os pais que já sonhavam ter gémeos como para aqueles que inicialmente apenas contavam com um. Normalmente, quando se sabe que se espera dois filhos, uma das questões que surge é: será que vou ter leite suficiente para amamentar os dois ao peito? A resposta à pergunta é: sim. Geralmente o seu organismo produz mais leite quando é estimulado para isso, por isso, quanto mais os seus bebés mamarem, mais leite é produzido.

- Quando ambos têm fome ao mesmo tempo

Para essas ocasiões é sugerido que comece a experimentar posições, numa altura em que ambos se encontrem acordados, deverá colocar um em cada braço, com a cabeça ao nível do seu peito, até encontrar uma posição confortável, pois, é normal que a necessidade de amamentar os dois ao mesmo tempo surja em algum momento.

- Ajude-se com acessórios

Existe à venda uma almofada para auxiliar a amamentação, esta apoia o corpo dos bebés deixando as suas mãos livres para ajudá-los e, obviamente, alivia a força que teria de fazer com os braços para conseguir manter os bebés numa posição confortável.

- Manter um registo dos horários e duração da amamentação.

Isso é particularmente importante no primeiro mês de vida e pelo menos até que cada bebé pese no mínimo 3 kg. Abaixo desse peso, corre-se o risco dele entrar em hipoglicemia, caso fique mais de 3h sem ser alimentado. Como cada bebé tem um ritmo diferente de amamentação, sem anotar, a mãe fará confusão e acabará por deixar alguém com fome.

- Trocar o peito

Cada bebé vai mamar apenas de um peito por amamentação, isso costuma ser suficiente. Assim, cada bebé poderá mamar o leite do início, que é mais rico em água, proteínas e hidratos de carbono, e o do fim, rico em gordura, que ajuda a saciar e a crescer. É recomendado que se troque o peito oferecido a cada criança. Assim, cada bebé mamará dos dois seios. Isso poderá ajudar no desenvolvimento da musculatura oro-facial e na adequação da amamentação.

 - Não consegue amamentar os dois ao mesmo tempo

Existem várias hipóteses para essa situação. Visto que o bebé irá, em média, querer mamar de 3 em 3 horas, poderia nos primeiros dias pedir a ajuda de alguém que pegasse ao colo num dos bebés enquanto amamentaria o outro, o que permitiria que os “relógios” dos estômago dos bebés ficassem programados para momentos diferentes, facilitando a sua situação quando estivesse sozinha.

artigo do parceiro:

Comentários