Anemia na gravidez? A importância do hemograma

A gravidez incorpora um sistema que inclui mãe, feto e placenta, existindo assim uma tríade que é necessária sustentar. A gravidez normal origina muitas alterações na fisiologia materna, incluindo alterações nos parâmetros hematológicos.

A anemia é uma condição em que não há glóbulos vermelhos (eritrócitos) saudáveis em número suficiente para o transporte adequado de oxigénio, para os tecidos do corpo, de forma a satisfazer as necessidades fisiológicas do organismo. É caracterizada pela descida, para valores inferiores aos normais, de um ou mais dos principais parâmetros eritrocitários (concentração da hemoglobina, hematócrito ou glóbulos vermelhos).

A gravidez incorpora um sistema que inclui mãe, feto e placenta, existindo assim uma tríade que é necessária sustentar. A gravidez normal origina muitas alterações na fisiologia materna, incluindo alterações nos parâmetros hematológicos.

A anemia é um dos problemas mais frequentes durante a gravidez e contribui para a morbilidade e mortalidade materna e fetal. A causa mais frequente de anemia é a deficiência de ferro.

O hemograma é a análise clínica mais indicada para o despiste de anemia, pois permite quantificar um conjunto de parâmetros, nomeadamente, o número de glóbulos vermelhos e a concentração de hemoglobina no sangue da grávida.

Durante o acompanhamento Pré-Natal, a medicina laboratorial desempenha um papel fulcral no despiste de patologias que podem afetar a mãe e o feto. O hemograma completo é realizado logo no 1º trimestre da gestação, antes das 13 semanas, e ao analisar as células sanguíneas da grávida, para além do despiste da anemia, permite avaliar o estado geral de saúde da mãe e despistar e controlar variadas alterações.

A anemia e a deficiência de ferro têm impacto negativo na mãe, feto e placenta. No que toca à gestante, a anemia pode conduzir a insuficiência cardíaca, hemorragia pós-parto, pré-disposição para a infeção, atraso na recuperação pós-cesariana, risco de embolia e o útero, com carência de ferro, pode ter pequenas fragilidades nas fibrilas musculares e dificuldade em contrair-se.

Comentários