A importância do ácido fólico na gravidez

Este é um suplemento muito importante antes e durante a gravidez. Se estiver grávida ou planeia engravidar, deve ingeri-lo pois são muitos os benefícios para a sua saúde e para a saúde do seu bebé. Descubra mais.

O ácido fólico, também conhecido como vitamina B9 ou vitamina M, tem como função ajudar a produzir o sangue extra que o seu corpo necessita durante a gravidez. Assim sendo, se estiver grávida ou planeia engravidar, deve ingeri-lo sob a forma de suplemento. Os estudos dos últimos anos concluíram que todas as grávidas têm que fazer suplementação com ácido fólico para prevenir malformações fetais, relacionadas com o tubo neural do bebé e com a formação de estruturas da face e do coração. Os folatos, presentes no ácido fólico, existem no mercado sob forma isolada ou associados a outros suplementos. Seja como for, a toma deve iniciar-se, idealmente, três meses antes de engravidar e deve prolongar-se, pelo menos, até ao final do primeiro trimestre. Para ajudar a conseguir números apropriados de ácido fólico pode (e deve!) incluir na sua alimentação fontes naturais de folatos, como vegetais verdes, laranjas, morangos, carne, ovo, produtos lácteos fermentados, cereais e feijão. Porém, tenha muita atenção ao seguinte: uma alimentação rica nestes alimentos não exclui a suplementação com ácido fólico, porque será insuficiente para prevenir malformações no tubo neural.

O consumo de ácido fólico deve ser iniciado cedo porque o tubo neural, a estrutura fundamental para o completo desenvolvimento do sistema nervoso do bebé, fecha nas primeiras 4 semanas de gestação, um período onde a mulher pode ainda não ter descoberto que está grávida. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos afirma que uma mulher que inicia a toma do ácido fólico pelo menos um mês antes de engravidar diminui o risco de mal formações no tubo neural entre 50% a 70%.

O ácido fólico na gravidez serve para diminuir o risco de lesões no tubo neural do bebé, prevenindo doenças, como:

- Espinha bífida;

- Anencefalia;

- Lábio leporino;

- Doenças cardíacas;

- Anemia na mãe.

Além disso, o ácido fólico é também responsável por ajudar na formação da placenta e no desenvolvimento do DNA, assim como diminui o risco de pré eclampsia durante a gravidez.

Leia ainda: Cuidados a ter antes de engravidar

artigo do parceiro:

Comentários