Quando o seu filho não gosta de fruta nem de vegetais

Aprenda com uma especialista a inverter a situação

É usual as crianças serem renitentes ao consumo de fruta e de legumes.

 

Ana Serrão Neto, médica pediatra e coordenadora do Centro da Criança do Hospital Cuf Descobertas, ajuda-o a minimizar esse problema.

 

A especialista começa por aconselhar a integração, desde cedo, de verduras e frutas variadas, na alimentação da criança. «Isso ajudará a educar o paladar do seu filho, criando hábitos e rotinas», acrescenta. Evite ter em casa alimentos pouco saudáveis e adote, segundo Ana Serrão Neto, as seguintes estratégias para reforçar a ingestão de alimentos naturais e saudáveis:

 

- Leve-o ao mercado tradicional em vez das grandes superfícies comerciais, onde existem muitos alimentos aliciantes pouco saudáveis (como as guloseimas e os fritos) e a tentação é maior.

 

- Permita que o seu filho mexa na fruta e nos legumes e deixe-o participar na confeção destes alimentos.

 

- Seja persistente e criativo. Este tipo de alimentos tem uma grande variedade de cores, texturas e formas de confeção. Experimente oferecê-los crus (inteiros ou ralados) ou cozinhados. Faça formas e desenhos. A criança deve experimentar diversas vezes o mesmo alimento até decidir gostar ou não.

 

- Não o obrigue a comer todo o tipo de legumes e frutos. Se o seu filho já come alface, espinafres, tomate e agrião, não fique a batalhar com ele por não comer brócolos.

 

- Não gratifique ou castigue nem negoceie com comida. Reforçar comida com comida ou permitir trocas com outros alimentos ou doces não é saudável nem correto, perpetuando maus hábitos.

artigo do parceiro:

Comentários