O seu filho vê muita televisão?

Há crianças que têm o vício de passar horas e horas em frente ao pequeno ecrã mas será que esse comportamento é mesmo prejudicial? Veja o que diz a Associação Americana de Pediatria.

Lá em casa, são geralmente eles os reis do comando. Mas, sobretudo quando são mais pequenos, esta é uma forma de distração a evitar. A American Academy of Pediatrics recomenda que crianças com menos de dois anos não vejam televisão e que a partir dos três assistam, no máximo, a duas horas por dia. Não respeitar estas regras pode ter um impacto negativo no desenvolvimento infantil, concluiu um estudo norte-americano.

Segundo a investigação realizada com mais de 3.000 crianças com três anos, as que viam televisão em excesso apresentavam maior risco de ter um comportamento agressivo. O efeito parece ocorrer também em crianças que não estão expostas diretamente ao aparelho. Os autores dizem existir três explicações:

1. As crianças que assistem sistematicamente a atos de violência tornam-se insensíveis aos mesmos.

2. Pais que não impõem limites no que toca à televisão provavelmente também não definem regras noutras áreas da educação, como o tempo de sono.

3. Enquanto veem televisão, as crianças não participam em outras atividades, como brincar, que beneficiam o seu desenvolvimento social.

artigo do parceiro:

Comentários