Hipertensão infantil

12% das crianças estão em risco. Saiba porquê

O problema afeta quase 13 em cada 100. Cerca de 12,8% das crianças e jovens entre os 5 e os 18 anos têm a tensão arterial demasiado alta.

Esta foi a conclusão de um estudo apresentado durante o XXI Congresso Português de Cardiologia, realizado em Vilamoura.

A hipertensão arterial entre as crianças e os adolescentes está a registar uma dimensão preocupante, que se reflete na prevalência de 42,1% de hipertensão na população adulta. É preciso ter em conta que a hipertensão do adulto começa no período da infância.

João Maldonado, o autor principal do estudo, afirma que o valor é «altísssimo» (três vezes superior a outros países) e que o mais preocupante é o facto de não se ter registado diferenças entre idades. «A prevalência da tensão alta aos 5 anos é semelhante aos 18», alerta este especialista.

Na maioria dos casos, é possível tratar a hipertensão em crianças e adolescentes com alterações na alimentação (que deverá incluir frutas, verduras e pouco sal) e com um programa adequado de atividade física.

artigo do parceiro:

Comentários