Gripe na infância

Em períodos de maiores surtos, propaga-ase muito facilmente e as crianças acabam por ser um alvo fácil. Veja tudo que deve saber para lidar com esta patologia

Quando o frio invade o seu dia a dia, não há quem escape e os mais pequenos são particularmente afetados. O período de contágio nas crianças pode ter uma duração superior a uma semana. Além dos sintomas dos adultos, nas crianças, a gripe pode provocar sintomas gastrointestinais. Os mais comuns são náuseas, vómitos, diarreia e dor abdominal. É possível que, nas crianças com idade inferior a quatro anos, cause também prostração. A febre tende a ser mais elevada nas crianças e a otite média pode ser uma complicação frequente na faixa etária de um a três anos.

Tratamento

Enquanto têm gripe, as crianças devem ficar em casa, em repouso, evitando o contacto com outras pessoas, de modo a reduzir o risco de contágio. É muito importante controlar a temperatura corporal e, se for caso disso, em situações de febre, deve levar o seu filho ao médico. Beber muitos líquidos e alimentar-se adequadamente ajudará a criança a recuperar. Lavar muito bem as mãos, várias vezes ao dia, é fundamental.

11 coisas a fazer nos casos em que o seu filho tem gripe:

1. Deixe-o em casa a repousar, reduzindo, na medida do possível, o contacto com outras pessoas, nomeadamente outras crianças.

2. Lave-lhe frequentemente as mãos com água e sabão ou utilize toalhetes.

3. Use lenços de papel de utilização única.

4. Vigie-lhe a temperatura regularmente.

5. Quando ele espirrar ou tossir, proteja a boca com um lenço de papel ou com o antebraço.

6. Faça-o ingerir muitos líquidos e aposte numa alimentação saudável.

7. Evite mudanças de temperatura.

8. Não o agasalhe demasiado.

9. Crie uma atmosfera húmida, se ele tiver tosse.

10. Aplique soro fisiológico para descongestionar o nariz.

11. Não lhe administre antibióticos. Estes não atuam em infeções virais.

Texto: Paula Alberty com Helena Rebelo de Andrade (virologista)

artigo do parceiro:

Comentários